(t)EU...

Queria tocar o céu... 
Ser mais alto do que o meu próprio sonho,
Ser mais homem do que este coração que bate dentro do meu peito inflamado pela saudade.
Queria sentir para além de tudo aquilo que vejo,
Na noite em que me deito na cama ao teu lado,
E sinto que a distância se colocou no meio dos nossos corpos.
Não sei onde estou...
Talvez siga pelo caminho que me parece mais simples,
Mas a simplicidade nem sempre me diz que será fácil.
Queria tocar quem me lê...
E isso não é pedir que me leiam, mas sim que me sintam.
Que sintam cada lágrima que escorre pelo meu rosto, que sintam tudo aquilo que não vos atrevo a contar.
É isso que faz de mim carne. Carne que sente e que se fere, 
Que me invade com uma atrocidade capaz de me dilacerar por dentro - enquanto disfarço para quem me tenta conhecer.
Queria somente tocar o céu...
E viver dos meus sonhos. De tudo aquilo em que acredito, 
Em todas as pessoas que praticam o bem.
Há dias em que parece que não estou no lugar certo. Em que me levo nas memórias que me fazem sorrir,
Mesmo que tudo à volta seja um negrume incapaz de ser compreendido.
É assim a alma de um poeta. Ou de um sofredor que fala de amor,
Como quem fala de um simples beijo que marca.
E eu só pedia para tocar o céu...
E nele ficar por um momento. Ou então por uma vida inteira,
Desde que pudesse viver... somente para amar aquilo que me faz sentir vivo. 

Resultado de imagem para HOMEM SOZINHO TUMBLR


Comentários