"Se queres... agarra-me de vez!"

Nunca gostei de meias palavras, de meios amores, de paixões normais.
Não gosto de desculpas - talvez por preferir viver a realidade do que se sente, e nunca a mentira daquilo que nem sequer se consegue sentir.
Gosto de viver a liberdade... aquela vontade de ter tudo num só abraço, num só beijo,
Numa só... cama!
Agora! Já!
Não me prometam o que não me podem dar, e muito menos me ofereçam algo para me comprar - porque eu já mais me irei vender!
Prefiro viver de pouco, aquele pouco que muitos dizem nada ter, e que eu tanto vejo nisso.
Se pudesse... vivia de pormenores.
São neles que vive a verdadeira essência das coisas, a vontade, é nesses pormenores que vive a insanidade dos nossos desejos mais proibidos, ou das nossas imaginações mais férteis.
Não gosto de meios segredos, de meios momentos, de noites mornas.
Não me contento com restos... e muito menos obrigo alguém a ficar ao meu lado.
Eu gosto é de poder amar sem qualquer barreira, amar como eu quero, amar quem eu quero.
Onde? Isso tanto me faz.
O importante mesmo é amar.
Por isso não consigo ver e compreender quem pede amor, se existe tanta gente a oferecê-lo em troca de um sentimento real.
Agora... esperar? Espera-se sim!
Por quem nos conquista todos os dias, por quem enche a boca e o coração para nos dizer e mostrar que nos ama, por quem luta por quem somos - sem pedir, ou simplesmente obrigar, a mudar quem somos.
Eu gosto é de viver tudo neste momento!
Porque amanhã não sei onde estou, não sei por onde vou, e só sei que não quero deixar nada por viver.
Se queres... agarra-me de vez!


Resultado de imagem para agarra-me tumblr

Comentários

Enviar um comentário