"Eu sei que me entrego sempre... a ti."

Quando a vida me empurrar, me levar para longe de tudo aquilo que eu sou... quero que saibas que te vou continuar a amar. Com toda a força que tenho em mim, com todo o meu coração.
Sempre que a saudade me abraçar, que sinta a tua falta nas noites em que me vou deitar... só quero que sintas todo o amor que tenho por ti, só espero que penses em mim (assim como eu penso no teu olhar).
Quando as horas parecerem tão imensas para a falta que sentimos, fica a saber que irei estar a lutar por nós, que irei estar a correr para os teus braços. Que irei estar a fazer com que os segundos passem mais rápido do que qualquer respiração.
Quando a vida nos empurrar... eu sei dentro de mim que iremos os dois, sem destino, sem medo.
Que iremos neste nosso segredo, neste pedaço de vontade - em que nos entregamos um ao outro.
Sempre que me quiseres... terás tudo de mim, terás o porto-de-abrigo que te ofereço, a cama em que nos amamos, os sorrisos que são precisos (mesmo nos dias em que não nos lembramos de sorrir).
Quanto tiver de partir... saberás que irei sempre esperar por ti, mesmo que a vida tenha um fim, mesmo que o final parece querer chegar até nós.
É isto um amor verdadeiro... Um querer superior a tudo, tão grande que não cabe no nosso coração, tão intenso que nem se consegue controlar a razão. Tao voraz que é capaz de nos levar a viver sonhos (tão reais).
Quando a vida me empurrar... eu sei que vou para onde tu vais, 
Eu sei que vou ao teu encontro.
Eu sei que me entrego sempre... a ti. 


Comentários