"Encontro-me sempre... em ti!"

Contigo… sou o tempo que passa e que fica. A saudade que abraça, a verdade que não passa. Sou a paixão vivida com toda a sua força.
A teu lado sou mais eu, sou o sonho vivido que não morre, a vida que corre nas veias – como chama que arde sem queimar.
É em ti que encontro o meu lugar, o princípio de tudo, um grande pedaço do meu mundo – que te entrego nas mãos sem ter medo de falhar.
Contigo… vivo muito mais que as horas, muito mais que os segundos. Vivo cada memória, cada parte de uma história… que só nós conhecemos, que só nós vivemos.
É neste amor que me sinto tão teu… que sinto toda a verdade que é sentir, tudo aquilo que sempre quis descobrir (e que só contigo descobri).
A teu lado sou o que sempre quis ser, um homem que enfrenta qualquer barreira, que acaba com qualquer distância, só para te abraçar junto ao seu peito e te dar a segurança que tanto precisas para sorrires.
Contigo… enfrento qualquer perigo, corro na direção de todo e qualquer desconhecido – porque amar sempre será confiar, e nós confiamos em tudo o que temos dentro de nós mesmos.
É e sempre será em nós que tudo começa, que tudo encontra um sentido, que todo o destino se enlaça nos dedos das nossas mãos (enquanto nos olhamos na profundeza do nosso olhar).
A teu lado… dou sentido ao verbo amar. Vivo cada tempo, conjugo cada momento, só para que nos passamos cuidar – em tudo o que entregamos, em não pedirmos nada em troca.
E é assim que somos realmente livres, que amamos sem pudores, que nos entregamos ao desejo, que nos perdemos em beijos…
Para nos encontrarmos sempre… um no outro.


Comentários