"E a saudade fica..."

É a saudade e apenas a saudade... que fica no peito de quem ama verdadeiramente,
Que perdura para lá dos dias que passam e das horas que ficam - 
Na certeza de que a distância nos abraça nas noites escuras de uma vontade maior.
É essa saudade. Essa falta que arde dentro de nós mesmos, 
Dentro de um coração que procura a paixão do corpo, que procura a segurança de um porto de abrigo, de um simples pedido - capaz de acabar com a ausência.
São os dias que parecem não querer acabar, os segundos que passam, 
Aquelas memórias que nos marcam. Que se entranham na nossa pele e nos fazem ser...
Mais humanos.
É a saudade e apenas ela... que nos impele para caminhos nunca antes percorridos,
Para a certeza de que somos história, de que a memória não se esquece de nós,
E que nós... jamais nos esquecemos de amar.
O silêncio abraça-nos. Envolve-nos nessa mesma vontade, nesse estado de ansiedade,
Que nos rouba um tanto daquilo que somos, para entregar a quem nós pertencemos -
Mesmo na liberdade daquilo que é realmente amar.
E a saudade fica... 
A voracidade de querermos viver tudo, num só segundo,
Sem querer perder tempo... de um tempo que é e sempre será tão nosso. 
Enquanto formos esta saudade... ou a falta que nos beija os lábios,
Que nos molha os olhos...
Seremos sempre o presente, seremos sempre um mesmo destino, 
Duas mãos enlaçadas fortemente,
Um coração que ama... verdadeiramente.




Comentários

Enviar um comentário