"Amo-te... acima de tudo nesta vida."

Só quero que saibas que te amo, acima de tudo nesta vida, acima de qualquer despedida que nos faça cair na saudade. Amo-te… com toda a força que tenho no meu peito, mesmo naqueles momentos imperfeitos, em que erramos e temos o dom de perdoar. Só quero que saibas que… onde quer que eu esteja, estarei a pensar em ti, nos sorrisos que damos e nas promessas em que nos perdemos – na certeza de que nascemos um para o outro. Só quero que saibas que eu também tenho medo, que tantas vezes errei, que fugi de tudo o que sentia e neguei que te amava (amando-te tanto). Sabes? Existem dias em que vemos com mais clareza aquilo que temos no peito, que sentimos a vontade a passar-nos nas veias – enquanto o peito explode em gritos mudos (que tentamos calar). Quero que saibas que sou teu! Por mais que o tempo passe, por mais que as horas se esqueçam (por vezes) de nós. E eu estou aqui, para te sarar as feridas e para te livrar dos fantasmas do passado – daquele que não te soube ver como eras, que não te fez esboçares um sorriso verdadeiro (aquele que eu tanto gosto de ver). Amor… desde que te conheci todos os meus sonhos se inverteram. Se antes pedia uma vida confortável, agora apenas peço que me deixes envelhecer a teu lado – enquanto as ruas se formam nos nossos rostos, enquanto as memórias se marcam na nossa pele: gasta. Como eu gostava de te ter agora a meu lado, as horas aqui sem ti parecem eternidades, eternidades que se apoderam daquilo que sou, deste homem que te quer, do jeito que és, da forma como te dás: a mim. Só quero que saibas que este tempo será sempre tão pouco, que estas palavras serão sempre só palavras, comparadas com tudo o que eu sinto, com esta pulsações de emoções e de desejos, que só tu despertas, que só tu sabes fazer crescer em mim. Sabes? A minha vontade só cresce, talvez pela certeza de que lutamos por um mesmo futuro, talvez por sabermos que o nosso caminho é mais feliz quando caminhado pelos dois. E se pensarmos no depois… saberemos sempre, dentre de nós mesmos, que a saudade define o amor, que a distância ateia as grandes paixões e que nós… somos imortais. Somos eternos. Somos um do outro…





Comentários

Enviar um comentário