"Chegou ao fim..."

Vens tarde...
Eu já parti.
Desisti dos sonhos que um dia sonhe contigo,
Larguei a saudade que me fazia querer-te: para sempre.
Agora chegou ao fim...
Não ficarei mais. Não me magoarei mais.
Não serei, apenas, um coração calado - que gritava de dor.
Vens tarde.
Já não preciso das desculpas... onde o que eu precisava era de um abraço,
Já não preciso de ti para poder... sorrir.
O amor não é um conto de falhas, um tropeçar nos mesmos erros,
Um engano que é sempre cometido,
Em cada ferida infligida - expressa em lágrimas caídas.
Vens tarde.
Tarde para cuidares de quem foi teu. 
De quem te esperava. De quem por ti lutava.
De quem um dia só quis... ser feliz (a teu lado).
Agora tudo é passado, 
Porque é lá que vivem as memórias,
Quem não soube ficar na história,
Que agora vivo... sem ti.
Acabou!


Comentários

  1. Muito interessante este texto. Fez-me lembrar uma frase de um Grande Sábio: "Deixai! Deixai ir, quem nunca nada fez para permanecer. Quem quer, luta para ficar. Quem tanto se desculpa, muito terá para aprender na vida!".
    Maria

    ResponderEliminar

Enviar um comentário