"Quando se ama..."

Quando se ama… não são precisas palavras,
Flores espalhadas pela casa ou até mesmo grandes promessas de amor.
Ama-se em cada olhar trocado, em cada momento em que de dois somos um,
Em que nos libertamos e somos aquilo que sempre fomos, somos apenas… amor.
Esse amor reside nas pequenas coisas, nos bilhetes colados no frigorífico,
Nas aventuras de andar pela estrada (num carro preenchido por memórias e lugares).
Amar é isso mesmo, é fazermos do simples algo tão marcante, tão viciante,
Que nos faz querer mais, que nos faz lutar por mais. Que nos faz sentir vivos.
Quando se ama… não precisamos recorrer à mentira,
Amamos por completo quem queremos e somos amados, amados por aquilo que somos.
Ama-se a todas as horas. Sem desculpas. Sem barreiras e sem adiarmos qualquer instante.
Agarra-se o mundo, apoia-se, faz-se rir e… limpa-se as lágrimas que teimam em escorrer pelo rosto.
Quando se ama… tão pouco importa o resto se temos ali mesmo tudo,
Se temos um coração para amar, se temos uma pessoa que nos abraça na saudade.
Quando se ama… quando amares,
Não jures a eternidade, não prometas o mundo,
Apenas prova tudo o que tens em ti, dá tudo o que tens para dar e…
Luta, luta porque é esse amor que te faz feliz.



Comentários

Enviar um comentário