"Não és apenas um sonho!"

Sempre acreditei que poderia existir um amor maior,
Maior que tudo aquilo que sempre vi, maior do que o sonho que sempre sonhei,
Maior do que o que sentia no meu peito - antes de amar... o teu coração.
Sempre persegui um desejo de amar a liberdade de um olhar tão teu,
De um corpo desnudo de pudores, despido de medos. Um corpo pronto para ser amado.
Amo-te muito antes de te conhecer, amo-te desde o instante em que soube o que era sentir,
O que era viver um sentimento em todas as suas formas, em todos os seus segundos,
Em cada instante em que posso ser eu (em que também posso ser frágil).
Amar também é revelar tudo aquilo que somos, os temores que temos, as lágrimas que nos escorrem pelo rosto, as fraquezas de enfrentar o desconhecido.
Sei que a teu lado não preciso fazer que sou perfeito, que não falho ou até mesmo que sou bem mais do que aquilo que me constitui.
A teu lado posso ser eu, eu com tudo aquilo que tenho em mim, com todo o meu estado de humor e todas as minhas formas imperfeitas de viver a vida.
Sempre acreditei que poderia viver esse amor, mesmo que me chamassem louco,
Eu sabia que um dia iria encontrar-te, que um dia iria ter-te nos meus braços.
Nos meus dias, na minha cama. Sabia que não eras apenas um sonho, se podias ser chama, aquela que me queima, aquela que me incendeia.
Aquela que me faz sentir tão vivo... ao amar-te com tudo o que sou.


Comentários