Contigo... aprendi a ser eu

A teu lado aprendi a cometer as maiores loucuras: por amor.
A sentir muito mais do que uma vontade de te abraçar, do que um sonho de te ter.
Contigo... aprendi a ser eu (por completo).
Pode parecer tão estranho mas antes de ti, antes de ti não tinha história, 
Não tinha nada para contar, não tinha nada para confessar e não sentia, não sentia qualquer réstia de paixão - que me levasse à loucura.
Foi a teu lado que descobri o que é sentir o corpo pulsar, o que é sentir aquela sensação estranha na barriga, o que é sentir as mãos a tremer e uma vontade tão grande de... sorrir.
Penso que não preciso de te dizer muitas coisas, de te contar tudo o que sinto porque...
O meu olhar não te engana - sempre que os meus olhos iluminam-se com a tua presença,
Sempre que (no silêncio) desnudo o teu corpo e amo o teu coração.
És em quem eu me perco e em quem eu me encontro, és um mundo para além de tudo o que os outros vêem. E nós somos mesmo isso, seres que não se entregam ao igual,
Que não têm medo de lutar, de perder e ganhar. Nós não temos medo de falhar.
E se falharmos, falhamos sempre juntos. Tu e eu. E um pedaço de céu.
E dois corpos inteiros... vivos neste nosso amor.


Comentários

  1. Parabéns André.
    Simplesmente o Amor. ..

    Abraço
    Luísa

    ResponderEliminar

Enviar um comentário