p.s. amor... não te esqueças que te amo

Hoje só te quero a ti. Nada mais. Hoje só quero viver este nosso amor.
Não preciso de mais nada, apenas do teu cheiro, do sabor dos teus lábios e do brilho do teu olhar - sempre que me olhas nos olhos e dizes amar-me.

Confesso-te que sou completamente teu, às vezes até questiono se não sou mais teu do que meu - porque até tu, até tu cuidas melhor de tudo o que sou (do que eu próprio cuido).
És um sonho, um sonho que tenho a felicidade de não sonhar, apenas, enquanto durmo. Vivo-te a todas as horas, em todos os desejos que me percorrem o corpo, que me dão vida ao coração e que só tu despertas. E que só tu dás. E que só tu consegues.
Não me canso de te comparar a um ser superior - talvez até o sejas, um ser diferente dos demais e que me fascina, que me domina e de que eu gosto - de que eu gosto tanto.
Hoje é daqueles dias em que chego a casa e só preciso de ti, porque contigo eu sei que está sempre tudo bem - que mesmo com vontade de desistir, tu levas-me à loucura e entregamo-nos ao prazer. A este que tão bem exploras: em mim.
Amo-te. Amo-te tanto que só tu, um único corpo, um único coração, causa-me um embate tão grande, capaz de alterar o meu dia, de esboçar na minha cara um sorriso, de perpetuar em mim a ideia de que podemos ser eternos - desde que vivamos este amor: por completo.
És quem está sempre presente, em quem eu toco, em quem eu me sinto, em quem eu me entrego. Sempre. Todos os dias. Todos os segundos.
Confesso-te que tive sorte. Muita sorte em poder encontrar-te. Ou então tu a mim. Não sei. O que me dizes? Acredito que o destino nos pregou uma valente partida naquele dia, e logo eu que dizia que não amava com facilidade. Tu acabaste com isso, e ainda hoje te ris de mim só porque eu negava e ao mesmo tempo admitia todo o meu amor.
És tudo. Mas quando eu digo tudo, é que és tudo mesmo. Sem perguntas. Sem intervalos e sem qualquer dúvida. És tudo e pronto. E contigo eu consigo ser tudo, tudo o que nunca fui, tudo o que sempre sonhei.

p.s.  amor... não te esqueças que te amo.


Comentários

  1. André, que texto maravilhoso!
    Amor... não te esqueças que te amoooo. Lindooo
    Parabéns

    ResponderEliminar
  2. Sempre surpreendente, parabéns André.

    Abraço
    Luísa

    ResponderEliminar

Enviar um comentário