"Obrigado!"

Não sei se algum dia te disse, se em algum minuto te confessei mas... quero que saibas que te amei muito antes de te amar. 
Agora perguntas-me como te posso ter amado se não te conhecia, e eu respondo-te que te amava, amava uma imagem, uma pessoa que pensava não existir. Um ser que me levasse ao sonho, que me despertasse a paixão - alguém com quem acreditava poder viver: um vida inteira.
Obrigado!
 Obrigado por me fazeres sentir tão bem, por me fazeres sentir amado. Desejado. Vivo!
Amo-te e sei que te irei amar por toda a minha vida, por todos os tempos e por cada segundo em que te respiro, em que nos respiro, em que só penso em te beijar.
Sabes? Quando estás longe custa-me, custa-me não sentir o teu abraço, não sentir o teu cheiro nas lençóis, o teu respirar no meu peito.
Para mim viveria já todos os dias a teu lado, teríamos aquela casa que tantas vezes idealizamos e que tu me dizes sorrindo: Tu fazes as refeições porque tu amas cozinhar para mim: com amor.
E eu digo-te, o meu maior sonho é poder ver-te provar cada nossa experiência, que possas sentir cada paladar, cada ingrediente, cada fragmento de amor espalhado por um prato (que eu farei para ti).
Eu amo-te e o amor é mesmo isso, coisas simples que fazem toda a diferença, coisas raras que guardamos em nós e que tantos acham ridículas. E nós não, e nós rimos. E nós vivemos.
Vê se chegas rápido que eu estou aqui desejoso que chegues.
Amo-te.


Comentários

  1. Nossa, que lindoooo! Belas palavras
    Esse texto tocou meu Coração. Me vi dentro desse texto André. Fico encantada com os seus escritos. Parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário