Hoje, já te disse que te amo?

Hoje, já te disse que te amo?
Talvez já o tenha dito mas... digo-te de novo: amo-te!
Amo-te como amo cada batimento do meu coração,
Sempre que despertas a paixão - num simples olhar (que me faz render).
Confesso-me um viciado em ti, um adito dos teus beijos,
Que alimentam o meu corpo, que saciam a minha vontade e...
Que fazem-me sentir... bem mais homem.
Talvez seja repetitivo, ou até mesmo um ser lamechas mas...
Gosto tanto de me confessar todos os dias a ti, de te poder conquistar,
Diariamente. Constantemente. Em todas as horas.
Amo-te! Amo-te e jamais nego que este amor me prende a ti,
Mesmo sendo livre - desde o momento em que me cortaste o medo.
Sou viciado no teu corpo, no teu coração, em todos os sentidos, em todos os momentos.
És quem alimenta os meus devaneios, quem desperta, em mim, a paixão,
És a minha tesão. A minha loucura. O meu porto-de-abrigo.
Não temo contigo dizer que seremos eternos - porque sei o que vamos ser,
Porque nos entregamos um ou outro, sem qualquer pudor,
Só amor... só o nosso amor.
E tão bem que me sabe, tão bem que me sabe saber que te tenho,
Como tu me tens, como nos temos: um ou outro.
Amo-te. Amo-te e... amor, amo-te!
Não te esqueças disso, porque eu também não me esqueço,
E também... se nos esquecermos - temos sempre que nos lembrar,
Quando só sabemos respirar... este amor que nos faz viver.
És tudo!



Comentários

  1. Lindo texto André! Ameiii
    Amo- te
    Parabensss

    ResponderEliminar
  2. Quem não quer um amor assim?
    Será que existe? Lindo!

    ResponderEliminar
  3. Sempre fantástico.
    Não sei se te lembras do meu Blog, voltei e gostava que voltasses a ver a comentar a partilhar. Apesar de nunca falarmos considero-te um amigo e acima de tudo um Homem verdadeiro, um homem diferente.

    Grande abraço
    http://oshomensnaosaotodosiguais.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Este está muitooobom André, este não pode mesmo faltar no próximo ;) beijinho Adriana

    ResponderEliminar

Enviar um comentário