"O teu rio"

A minha alma grita a saudade,
Da partida que arde, 
Que me sufoca... em solidão.
Procuro por ti, no teu cheiro,
Que ficou neste meu corpo,
Depois do desejo tão louco,
Que saciamos num acto... de paixão.
Todo o meu coração é teu,
É o sonho que contigo vivo,
Em risco de perigo que sabemos enfrentar,
Num lugar - em que somos livres
(de verdade).
A minha alma grita por ti,
Pelo sabor do sentimento que não negamos,
Por tudo o que não enganamos,
Pelo cuidado que damos... um ou outro.
E sem ti tudo é tão pouco,
Tudo é tão vazio,
Hoje aqui... deito-me no mar,
Esperando um dia ser (de vez)
O teu rio.





Comentários