"Amo-te tanto"

Amo-te tanto mas tanto que não sei dizer o quanto te amo,
Talvez te ame bem mais do que amo a vida que me corre nas veias e…
O mesmo tempo, amo-te por tudo aquilo que sou.
Amo-te, e sei que é por isso que sonho tanto, talvez até sonhe demais,
Mas é ao sonhar que mato a saudade que sinto de ti,
Que sinto do teu cheiro no meu corpo (depois de uma noite de amor).
Amo-te, e é ao amar-te que me esqueço que tu deixas a toalha espalhada pelo chão,
Que deixas a caneca em cima da mesa ou até mesmo que me esqueço do teu mau humor.
Penso que amar-te é mesmo isso, esquecer o resto e aproveitar apenas o sentimento,
Viver o momento e respirar cada segundo em que estou contigo,
Em que estamos juntos.
Amo-te tanto que… há dias em que me questiono se sei fazer algo mais do que amar-te,
Do que cuidar de cada pormenor do teu corpo, do que cuidar de cada recanto da tua alma -
Fazendo de nós: selvagens.
Amo-te, e sei que é ao amar-te que me sinto vivo,
Que sou capaz de ser bem melhor do que ontem fui,
Que sou capaz de amar – como nunca amei.
Amo-te tanto que o tanto que amo não consigo dizer-te,
Porque o que te digo será sempre pouco…

Para tudo o que te amo, ao viver-te em mim.

Comentários

Enviar um comentário