"Silencia-me a espera"

Vem...
Não demores que a saudade dói,
Dói esperar-te no meu corpo,
Envoltos um no outros,
Vivos no batimento: de um só coração.
Vem... 
E apenas fica para além desta vida,
Das horas que passam,
Em que a pele envelhece,
Em que a alma esmorece,
Em que a nossa paixão... acontece.
Vem...
Vem e silencia-me num beijo,
Num eterno poema escrito a dois,
Em que o medo vem depois,
Muito depois: de nós.
Vem...
E fica a meu lado,
Sem qualquer pecado,
No certo e no errado, ou então...
Na nossa liberdade.

Somente... vem...
Vem e fica,
Na eternidade da nossa desdita,
Nos nossos sonhos...
Tão reais.

I would like to hereby announce that I am gifted with the most remarkable and peculiar Adam's apple in all of man kind. I can make it dance. 360 degree movement yo! Circular. Up and down. In and out. You name it!

Comentários

  1. Fantástico! Abraço :)

    ResponderEliminar
  2. Tão lindo !
    estou "viciada" no seu Blog ,visita-lo é uma das primeiras coisas que faço pela manhã.

    Teresa P.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas palavras, Teresa.

      Um abraço e votos de um bom dia. :)

      Eliminar
  3. O André é sem dúvida uma inspiração. As suas palavras fazem sonhar e viver todos os sentimentos nelas descritas.
    Continue a ser a pessoa extraordinária que é.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigado pelas palavras e pela simpatia.

      Um abraço e seja feliz. :)

      Eliminar

Enviar um comentário