"Ouve... o silêncio"

Ouve...
Tudo o que sinto.
Neste meu peito: tão refeito.
Em cada promessa que fizemos,
Antes de partirmos,
Querendo ficar para sempre.
Eternamente.
Ouve… o silêncio,
Das lágrimas que escorrem,
Pelo meu rosto, pelo meu corpo.
Aqui a saudade é maior, e eu…
Abraço-me ao teu cheiro,
Na espera em que espero,
A tua chegada: ao meu destino.
Ouve…
O tempo custa a passar,
Porque não sou eu sem ti,
Sou apenas incompleto,
Um fragmento – de tudo o que passa,
E teima em não ficar.
Ouve…
Porque as minhas palavras,
Serão sempre tão tuas,
Nuas de tudo,
Despidas de medos.
Por isso… apenas ouve…
Mesmo que não te sussurre,
Tudo o que sinto,
Tudo o que quero.
Porque sou eu quem sempre espero,
Por ti,
Por mim,
Por nós.
Ouve-me!



Comentários

  1. Adorei :)
    Sem dúvida um dos meus favoritos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito mas muito obrigado pelas palavras.

      Um abraço e sucesso. :)

      Eliminar
  2. Bom dia!
    Adorei, identifico-me com muitos dos seus poemas.

    "Das lágrimas que escorrem,
    Pelo meu rosto, pelo meu corpo.
    Aqui a saudade é maior, e eu…
    Abraço-me ao teu cheiro,
    Na espera em que espero,
    A tua chegada: ao meu destino.
    Ouve…
    O tempo custa a passar,
    Porque não sou eu sem ti,
    Sou apenas incompleto..."(a)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas suas palavras.

      Um abraço e seja feliz. :)

      Eliminar
  3. Obrigada, Felicidades também para si.
    Teresa P.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário