"Magia"

Foi quando me dei, quando tu te deste,
Que o amor cresceu em nós,
Que o sonho passou a ser real,
Vivido a dois - a um só coração.
Foi no nosso abraço, apenas no nosso beijo,
Que os dias passaram a fazer sentido,
O medo viu-se desaparecer e
Os dois... nos amamos em verdade.

Foi quando me dei...
Que a força em mim cresceu,
Que passei a acreditar no sentimento,
Agarrando todo o firmamento,
E as estrelas que te ofereci, em segredo.

Foi quando tu te deste...
Que me tornei num homem melhor,
Num lutador que faz tudo para te proteger,
Para te fazer sorrir.
Nas horas em que nos amamos loucamente,
Em que nos cuidamos incessantemente.
Em que somos... unos batimentos.

Foi quando nos demos...

Que a magia passou a ser real,
Que largamos o passado e todo o mal,
Descobrindo que amar é bem mais que amor,
É um sentimento tão superior...
Que só nós o sabemos conhecer.
Amo-te.




Não se esqueça de deixar o seu voto no poema "Não quero ser quem não sou!"
A sua ajuda é necessária. 
Para votar, apenas basta clicar no link que se encontra na barra lateral direita do meu blogue.
Muito mas muito obrigado. :)

Comentários

  1. Viva Sr. poeta! Está linda a magia deste poema!
    É assim o amor.
    Seja muito feliz.
    Abraço
    Luisa

    ResponderEliminar

Enviar um comentário