"Desculpa-me"

Custa-me a distância e a saudade,
Ter de partir enquanto o tempo arde,
Na falta do abraço (que me mata).
Dói-me o corpo ao não sentir-te,
No meu peito, no meu coração,
Em respirações partilhadas,
Em beijos dados – na cumplicidade do olhar.
Custa-me ter de partir,
De deixar o que é viver e sentir,
De te ver a olhar e as minhas lágrimas…
Caírem pelo meu rosto: em dor.
Custa-me!
Custa-me não ser mais do que sou e…
Deixar-te sem abrigo,
Partir neste caminho, pensando somente…
Em voltar.
Desculpa-me…
Perdoa-me ter de ir,
De ir para onde não quero.
De estar onde desespero.

Custa-me a distância…
Custa-me não te ter aqui.
Custa não estar ai.
Apenas quero que saibas…
Que te amo.



Comentários