"Corpo molhado - Salgado pelo Mar"

Desliza as tuas mãos sobre o meu corpo molhado... 
Salgado pelo mar,
O mar de amar - de amar-te com tudo o que sou
(com tudo o que tenho).
Abraça o minha pele arrepiada pelo sentimento, 
Pelo momento em que me dou,
Em que te dás - 
 No prazer de sermos bem mais que amantes,
Bem mais que tudo... 
Bem mais que a saudade que nos finda: em segredos.

Abraça-me eternamente... 
No ansiar dos nossos beijos, 
Na verdade dos nossos olhares,
Sempre que somos um, 
Sempre que nos fundimos em desejo, 
Sempre que nos repartimos num só coração, 
Num só pedaço de carne que sabe somente...
Amar.

Desliza as tuas mãos, 
Faz das tuas as minhas, das minhas as nossas,
Limpa-me o tempo em que o tempo tão pouco era, 
Em que o fado chorava a falta,
A falta que hoje não sinto, o amor que já não minto,
No momento em que sou teu - por inteiro.

Faz de mim o teu porto seguro,
Segura-me a aperta-me,
Funde-me no teu peito,
Sente todo o meu sentimento.

Desliza as tuas mãos, apenas desliza e fica...
 Sobre o meu corpo molhado, sobre este meu peito inflamado...
Em amor - no NOSSO amor.



Comentários

  1. boa noite,

    revejo-me em tanta coisa aqui escrita e bem escrita! com muito prazer sigo o que escreve! apesar de apenas recentemente ter-me deparado com esta página, já sou uma fã!

    Espero que continue a postar muitos e belos textos/poemas!

    Beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário