"O que sou... ao ser teu"

Sou o que nunca fui. Sou hoje o que sempre quis ser desde que aprendi... a sonhar.
Hoje sou tudo o que pensei não existir, sou a força de um amor que cresce,
No meu peito que bombeia sentimento - aquele que tu fizeste nascer em mim.

Sou... sou apenas tudo o que um dia não fui, sou a recordação que guardo,
A história que construo - na minha, na tua, na nossa mão.
Sou a paixão, as cores em que o meu peito explode, sempre que por ti bate,
Na silenciosa noite em que sonho contigo, nos meus sonhos mais pedidos
(nas vorazes tempestades que tão bem sabemos enfrentar juntos).

Sou a fome de viver, a saudade que fica e que chora na tua ausência,
Sou o fado da inocência de quem ama com todo o seu coração.

Sou apenas as palavras que te escrevo ao deitar,
Sou a forma de amar, o amar-te em todos os sentidos,
Em todas as direcções
Sendo teu por completo, sendo nosso sem medos,
Tocando com os meus dedos – naquele sonho que tornamos real…

Os dois.


Comentários

  1. André
    Fabuloso, magnifico, espectacular, lindo e centenas de adjectivos elogiantes...
    Todos os dias me surpreende!

    Abraço :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário