"Não me perguntes porque te amo"

Não me perguntes o que é amar… porque amar é amar-te em mim,
Sem saber como explicar – conhecendo todo o sentimento que tenho por ti.
Não me perguntes o que é amar… quando o amor não se explica,
Não se escreve em palavras – vivendo-se no bater de um só coração.
Não me questiones porque te amo, porque só te sei amar sem o saber,
Sem descrever tudo o que sinto – escrevendo-te um pouco do amor…
Que tenho em mim e que te entrego: por completo.

Não me perguntes o que é amar… porque não o sei dizer mesmo que tente,
Não conseguirei eu dizer-te o tanto que sinto – ao sentir-te no meu peito.
Não me perguntes o que é amar… apenas beija-me e sente,
O pulsar de cada batimento – de um coração que é, inteiramente, teu.

Não me perguntes o que é amar… porque amar é não dizer,
É sentir no silêncio de um abraço, é ficar no toque da pele,
É perpetuar-se nas promessas que não são feitas.
Não me perguntes o que é amar… apenas sei que é amor,
O amor que sinto sempre que respiro,
Sempre que sou teu... sem qualquer resistência.

Então não me perguntes, não questiones o que não sei,
Não me peças definições quando...
Amar… é viver, somente, para amar-te.



Comentários

  1. http://youtu.be/lp-EO5I60KA

    ResponderEliminar
  2. André,
    As minhas borboletas estão a sobrevoar-me e a gritar...
    Voa... Voa... para o abraço que nos acalma...

    Maravilhoso o seu escrever.
    Obrigada,
    Grande abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo apoio e pelas palavras.

      Um abraço e sucesso :)

      Eliminar
  3. Foste nomeado para uma tag :) espero que gostes!! beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Achei muito lindo, este seu poema como uma profundida única!!
    Parabéns!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário