"Hoje nada me importa..."

Hoje nada me importa... a chuva que cai lá fora,
O frio que se entranha na minha pele - os gritos mudos do meu peito.
Hoje... vivo no silêncio dos meus sentimentos, na proximidade da saudade...
Que sinto no meu corpo gélido - no meu rosto cansado
(repleto de desejos, de simples beijos - que serão sempre teus. Teus...).
Hoje nada me importa... nem as noticias que passam na televisão,
Nem o desaparecimento de mais um avião.
Hoje...
Sou a paixão que afogo no meu próprio calar.

Hoje nada me importa... a vida que me corre nas veias e...
As teias que se formam na janela do meu quarto (voltado para o mar).
Hoje... não sei definir o meu amar - apenas amar-te sem definição.

Hoje...
Não sei que horas são, quantos sonhos deixei cair no chão,
Pela vida que me fez mudar a direcção...
Encontrando-te um dia... no meu destino.

Hoje nada me importa... nem a musica que passa na rádio,
Nem o que um dia vivi - nem o passado que conheci.
Hoje... nada mais me importa,
Nem o que errei, nem o que fui,
Nem tudo o que perdi quando não conheci...
O amor que hoje conheço, sempre que te vejo e posso...
Beijar-te, abraçar-te, amar-te...

Hoje nada mais me importa...
Hoje nada mais me acorda...
A não ser o teu amor... por mim.



Comentários

  1. Adorei, está soberbo!
    Os seus sentimentos são expressos de tal forma, que acordam a alma!

    Tenha uma óptima semana. :)
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado por todo o carinho e por todo o apoio.

      Um abraço e uma boa semana :)

      Eliminar

Enviar um comentário