"Não me perguntes porque te amo..."

Não me perguntes porque te amo… apenas deixa-me te amar,
Cuidar de tudo o que tens em ti – daquilo que me deste, em verdade.
Deixa-me amar-te, cuidar de cada pormenor do teu corpo – do teu coração
(daquele em que habito desde o primeiro momento em que fomos… apenas um).
Não me perguntes porque te amo…
Apenas ama-me também, revolta-me a alma que procura pela tua,
Sempre que a saudade vem e a noite caí – em recordações tão nossas.

Apenas deixa-me amar-te, ser o homem da tua vida,
Dar-te o que mereces, fazer-te sentir especial – como sempre o foste.
Não me perguntes porque te amo… Existem coisas que não se perguntam,
Apenas vivem-se, saboreiam-se no sabor do beijo, no calor do abraço
(nas imagens que perduram no peito de quem sabe amar).

Deixa-me, apenas, amar-te…
E nada mais me importa,
Quando o mais importante tenho a meu lado,
Sempre que estou contigo – abraçado em segredos, vivo em batimentos.
Não me perguntes porque te amo…
Porque não sei responder ao que sinto e…
Não minto quando te digo que sou teu, que todo este meu ser é teu.

Não me perguntes porque te amo…
Apenas incendeia-me neste amor, sempre que me fazes ser maior
(ser um homem completo).
Apenas deixa-me te amar,
Apenas ama-me e desnuda-me a alma,
Enquanto eu cuido de ti,
Enquanto eu te amo… com todo o meu coração.



Comentários

  1. André, como me emocionei, tem o dom de nos despir a alma.

    "não me perguntes porque te amo... porque não sei responder ao que sinto e..."

    Exactamente! assim é o amor...

    Uma noite de sonhos,
    Abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas suas palavras sempre carinhosas e simpáticas.

      Um abraço e votos de um dia feliz. :)

      Eliminar
  2. http://youtu.be/SnL1e4-NfaA

    ResponderEliminar
  3. É puro e belo o que escreves e se é real esse amor que descreves, que belo, felicidades. Quem me dera a mim sentir esse amor de parte de quem amo <3

    ResponderEliminar
  4. Que saudades tinha de por aqui passar!
    Como sempre mágnifico com oa seus arrepios amorosos, gosto muito do que leio sempre que cá venho.
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário