"Amar-te-ei em cada suspiro de vida"

Amar-te-ei, sempre que o sonho chegar,
Sempre que a saudade apertar - e eu ver-te em mim.
Saberei amar-te, mesmo que o tempo faça esperar,
Que a distância nos arraste, nos faça ficar,
Em pólos opostos de um mesmo mundo (que encurtamos em amor.)
Amar-te-ei em cada pedaço de mim mesmo,
Em silenciosos pedidos, em vorazes eufemismos.
(Sendo eternamente teu - muito para além do explicável.)

Amar-te-ei, nas manhãs em que procuro por ti,
Em que sinto o sabor dos teus beijos, o calor do teu abraço.
Amarei cada memória que tenho nossa,
Cada certeza que me corre nas veias (que incendeia o meu coração.)

Amar-te-ei nas noites frias, nas mantas que enrolam os nossos corpos,
Que revoltam os nossos sentidos  - fazendo-nos entregar ao amor.
Saberei amar-te sabendo que nada mais sei, que em nada mais creio, 
A não ser neste sentimento que ateio - que tu fazes aumentar.

Amar-te-ei como quem sabe amar - sem saber descrever tal amor,
Sem desconhecer a expressão, sem necessitar da razão.
Amar-te-ei sempre, porque o sempre não sei quando acabará,
Mas sei que nunca nos perderemos um do outro,
Nesta vida... em outras tantas.



Comentários

  1. És o meu complemento. Tu e eu fazemos magia. Amo-te eternamente. <3

    ResponderEliminar
  2. Sinceramente não tenho mais palavras para opinar sobre o seu talento. É já um escritor inexplicável para esta leitora voraz dos seus textos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho palavras para agradecer o apoio e a sua simpatia.

      Muito obrigado e votos de uma ótima semana :)

      Eliminar
  3. André, este é o meu amar! Secreto e fabuloso. Amo o seu poema. Tenha uma semana merecedora! Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço imenso as palavras que deixou aqui neste meu espaço.

      Espero que tenha uma boa semana.

      Um Abraço :)

      Eliminar
  4. Lindo poema, amigo poeta!
    Você escreve muito bem mesmo!
    Amar é sempre maravilhoso !
    Bjus e boa semana!
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderEliminar

Enviar um comentário