"Beijo"

Demando pelo teu toque... mais subtil. No querer que me percorre o peito,
Em sentimento refeito. Depois da saudade, que se apoderou de mim.
Pudesse eu ter-te nos meus braços. Unidos em actos de amor eterno,
Como aqueles que sonho. Nestas noites em que te procuro,
Numa cama que clama por ti.
Desejo sem fim que cresce a cada dia, sedento da tua presença.
Em cada pedaço da minha pele... que se preenche de juras de amor.

Entranha-te no meu abraço, ama-me no silêncio de olhar e... juntos,
Seremos um só, num desejo saciado a dois.
O tempo ficará para depois, para lá dos minutos em que nos fundimos,
Na complexidade do sentimento, que se desmistifica na ânsia que temos.
(Um do outro, um para o outro.)

Vem! Rompe este desejo ardente, em acto eloquente de uma chama,
Que não se apaga em nós. (Que arde na combustão dos nossos corpos... pedintes.)
Junta-te a mim. No expoente do querer assumido em sussurros segredados,
De desejos trocados. Bem na palma da nossa mão e...
Enquanto formos paixão, seremos isto, seremos tudo.
Seremos a utopia que alcancei... ao alcançar-te num beijo...


Comentários

  1. Lindo, acordou as minhas borboletas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo comentário.

      É muito bom quando sentimentos tal coisa em nós :)

      Eliminar

Enviar um comentário