"Pertença"

Serei teu, sempre que o vento chegar,
Quando eu enrolar-me no mar. Serei teu enquanto respirar.
Não pertencerei ao tempo, serei o teu momento,
Aquele que vivo, que espelho no teu olhar.
Serei teu, mesmo que a saudade aperte,
Neste meu peito que chama por ti,
Mesmo que o destino, me diga que é o fim.
Serei, somente, teu, no bater do coração,
Neste turbilhão de tudo, nesta mão cheia de nada.
Sei que pertenço ao teu ser,
Sem questionar,
Sem duvidar,
Unicamente...a amar-te.
Serei teu, enquanto me quiseres ter,
Quando a noite cair e tu...em mim permaneceres.
Sempre que estiveres no meu abraço,
Enquanto fores a razão do meu descompasso,
Serei teu.
Serei nosso,
Sempre, agora, num futuro que não sei adivinhar.
Serei teu, enquanto souber amar,
No meu mais puro acto de acreditar.
E quando esquecer o que é sentir,
Voltarás tu, para me ensinar a ficar,
A cuidar,
A amar,
A persistir.
Serei teu, enquanto não partir,
E quando for, continuarei a pertencer-te,
Como no primeiro momento...


Comentários