"Coração Desnudo"


Não te esqueço,
Para bem de mim mesmo, não te esqueço…meu amor.
Vivo contigo no meu peito, neste sentimento refeito,
Em cada olhar que me agarra.
Não te esqueço.
Nestas horas vivas, em que te peço,
Perto do meu corpo, em mar revolto.
Naquele em que naufragou o meu coração…por ti.
Não te esqueço.
Perco contigo o juízo, e entrego o meu corpo às balas,
Àquelas que me fazem viver,
Secretamente, este amor.
Vem aninhar-te no meu peito,
Em cada poema que te remeto,
Para bem daquilo que sou.
Não te esqueço.
Pode, então, padecer tudo o que há na minha história,
Ser a derrota de cada memória,
Mas eu…não te esqueço,
Querendo-te, eternamente, naquilo que sou…contigo…
<3

Comentários

  1. És uma grande inspiração, obrigada por todas as tuas palavras!

    ResponderEliminar
  2. Sou fã desse pedacinho tão gostoso de se sentir... <3

    ResponderEliminar

Enviar um comentário