"Amar-te em mim"

Quero que saibas que te amo,
Em cada fragmento de mim,
Em cada batimento, do meu coração.
Que sonho contigo em noites vividas,
De medos esquecidos,
Em que te procuro, a meu lado.
Quero que saibas, que nunca haverá tempo,
Enquanto te sentir, como pedaço daquilo que sou,
Deste homem que te sonhou,
E que agora acredita em tudo aquilo que és.
Quero que saibas que sei lutar,
Que pode o rio deixar de correr para o mar,
O ar imiscuir-se, no eterno abstracto,
Que eu continuarei a querer-te.
(Como sempre quis.)
Irei continuar a procurar-te no meu quarto,
Na minha cama, que espera por ti,
No meu corpo que chama o teu beijo.
Quero que saibas...que nada sei,
Que não sei dar, mais do que aquilo que sou.
Quero que saibas que nada mudou,
E que nunca irá mudar,
Enquanto te amar, com todo este meu querer...


Comentários

  1. Escreve espetacularmente.
    Sempre que se ama assim, o tempo não para, mas o amor para o tempo e é possível ser feliz!

    ResponderEliminar
  2. Que lindo o que escreves-te, está simplesmente delicioso e amoroso de ler. Como sempre escreves muito mas muito bem, sabes falar do amor, como nunca vi antes, sabes defini-lo e senti-lo de uma forma diferente, mágica. Quando se ama, o tempo não pará, o amor cresce a cada minuto que se vive, sem contarmos o tempo e sem termos percissão de quanto tempo se pára para no amor pensar. Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Tomara que esta pessoa saiba os sentimentos que este poema expressa.

    Uma boa semana.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário