TEU

Enquanto a noite cai,
Caio contigo no meu pensamento,
Nestes lençóis de linho,
Nesta cama que te chama.
Mesmo agora,
Enquanto os olhos se fecham e o sorriso se esbate,
Sonho contigo,
Com intensidade,
Voracidade, digo eu.
Enquanto não sei de ti,
Se estás por aí ou bem perto de mim,
Deito-me na certeza de que te quero,
Que te quero de forma diferente.
Esta noite,
Enquanto o sono cai em mim,
Deito-me comigo,
Deito-me connosco...




Comentários

  1. Os finais nem sempre são bons (: Um beijo*

    ResponderEliminar
  2. Adorei o que escreves-te como sempre. Está tão simples, puro e amoroso. Está o reflexo de quem és. Um beijinho e uma optima Páscoa

    ResponderEliminar
  3. Queria dizer-te algo acerca disto, mas não consigo mesmo, tiraste-me as palavras da boca...

    ResponderEliminar
  4. Um dia disse que, quando a noite cai, caímos em nós mesmos...naqueles sonhos que são, sem dúvida, o nosso maior desejo de viver! Os sonhos somos nós! A cama é tão egoistamente nossa!

    Um beijo :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário