Vem ter comigo...agora...

Daria o mundo para te ter, um momento, agora, sempre. No meio da vontade, do saciar do corpo, da contemplação da alma. Deixávamos a perfeição para outras horas, ali seriamos errantes, incompletos seres que encontravam a complementaridade no outro. Saciávamos a carne, envaidecia-mos o olhar e deixávamo-nos ficar por entre as mantas quentes de uma tarde de tempestade. Ouvindo o mar sincronizávamos os movimentos num prazer tão nosso, numa ansiedade constante, numa chama incandescente, num oceano de vontade. A tua pele, na minha, as tuas mãos, nas minhas, a nossa presença, naquele momento, no compasso de uma respiração partilhada, de uma chegada, da tua, a esta terra, a esta minha intempestiva força de te amar...


A tempestade lá fora, a melodia aqui, a tua presença, a minha, os nossos corpos, toda a nossa vontade, agora, mesmo agora, num desejo que me devora...


Comentários

Enviar um comentário