Meia luz intermitente...

Intermitente, ardente, presente, eloquente.
Fico no contentamento, do sentimento, do momento, do tempo.
Procuro-te na imensidão, na multidão, na paixão,
Encontro-te viva, sensitiva, na missiva emanada do coração.
És então, o fogo de um clarão, tentação ou uma doce ilusão,
Carne do meu sentir, vida por descobrir, história por vir.
Vives em cada artéria do pulsar, num acto de representar, numa intensa forma de amar,
És ar, ar de respirar, de lutar, de ficar, de acreditar.
No final és um sonho bem real, um sonho em nada banal, um sonho de paixão,

És desejo, no corpo, na pele, bem na palma da minha mão...



Comentários

  1. Isto diz tudo. A música é perfeita :)

    ResponderEliminar
  2. nunca me canso de te ler pequeno. obrigada teres sempre as palavras certas. e obrigada pela pessoa fantástica que és! ♥

    ResponderEliminar

Enviar um comentário