...

Queria chamar-te de amor, seja aqui, seja onde for.
Queria olhar-te, agarrar-te, beijar-te. Com força, com toda a minha força. Queria dizer-te.
Dizer-te que te quero sim, sem princípio, meio ou até mesmo fim.
Quero-te, apenas isso, olhar-te com os meus olhos, fazer-te minha mulher.
Sussurrar-te, amar-te, aqui, ali, na cama, na cumplicidade.
Queria dizer-te que menti, que fugi, que parti mas... que nunca me esqueci de ti.
Queria, dizer-te agora mesmo, dizer-te aqui, já!
Queria e acho que sempre vou querer.
Queria, amor, queria.
Imperfeito que sou, erros que me compõem.
Dizer-te que amar-te nunca será passado.
Que esperar-te nunca será tempo perdido.
Que o meu projecto é ser o teu homem.
Queria.
Amor!

Como queria...



Comentários

  1. Sinto-te triste..mas sabes?Tenho mil abraços guardados aqui para ti <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério? Mas não estou, mas sempre aceito os abraços :)

      Eliminar
  2. Gostei tanto deste texto! Já passei por uma fase assim...

    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  3. Gostei tanto, as tuas palavras são sempre tão maravilhosas!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Nesse olhar profundo e enigmático… És um poeta de inspiração. És um poema que já foste lido…És a vida, és a alma. És a vida nesse respirar…. És a vontade nessa prosa sem fim. És feito do sonho que quer acordar e despertar.
    Porquê, o uso de um “queria” num pretérito imperfeito, em vez dum “quero” num presente afirmativo?
    Abre a janela do teu coração e deixa a alma arejar. Deixa o vento levar pra longe mágoas, mentira e afins. Deixa a luz apagar as tristezas das derrotas, as decepções e acima de tudo, permite que o sol derreta o gelo dessa teimosa solidão….
    Espalha brasas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite,

      Apesar de isto ser um "queria" não perde a intensidade de um querer. Um poeta é sofredor, por natureza, não quer com isso dizer que a vida seja dessa forma, as letras ganham intensidade e, o que retrata uma intensa paixão, remete para uma série de interpretações de quem aquelas frases lê.
      O importante, no final, não é a solidão retratada, é simplesmente o amor que não é efémero, o querer que não se perde com o tempo, algo que cresce, como um fogo que ateia constantemente e não um simples braseiro. :)

      Eliminar
  5. O verdadeiro Amor, quando escrito na profundidade da alma, nunca é efémero, nem um simples braseiro. E esse querer nunca se perde no tempo. É um fogo , são brasas em combustão que arde sem queimar libertando calor e luz. A vibração das palavras só mostra a intensidade do amor 
    “O perfeito da imperfeição é a perfeição em ser imperfeito.” Victor Muller
    Espalha brasas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O imperfeito só revela a verdadeira natureza humana, aquela cativante, aquela que faz ficar, que não ofusca.

      Uma boa noite

      Eliminar
  6. Concordo. A perfeita imperfeição não ofusca...dá liberdade.

    Uma boa noite
    Espalha brasas

    ResponderEliminar
  7. que palavras profundas e sublimes! adorei, simplesmente. revejo-me no sentimento que desenha estas tuas palavras, pois também ele desenha muitas vezes as minhas :)

    ResponderEliminar
  8. Que bonito texto e que profundas palavras. Gostei muito de ler :)

    ResponderEliminar
  9. Suas palavras são profundas. Carregam um sentimento, um romantismo encantador. Venha me ver, quero mais das suas palavras.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário