Solteiro...

Procura o que queres, luta pelo que desejas, vive uma aventura, outra, vive o teu tempo, a tua liberdade, as tuas escolhas. Vive o teu presente, esquece a imagem do futuro e não te prendas a estruturas que te digam quem deves amar. Fica mais um tempo, sai a noite inteira, chega a casa de manhã, deita-te com um sorriso no rosto. Agarra, beija, abraça, fica, quando o teu tempo chegar, sai, e depois volta, mais um tempo, mais cinco minutos. Aproveita cada segundo da tua forma de ser, solteiro, aventureiro, marinheiro. Navega por aí e, só quando encontrares um porto de abrigo que te cative, permanece, porque um homem gosta de navegar mas, ao mesmo tempo, sabe cuidar daquilo que possa chamar de seu. Enquanto se é solteiro, temos sempre tempo para descobrir o que nos faz bem, onde estamos bem, quem nos faz verdadeiramente bem...


Comentários

  1. Boa noite :)
    Depois de tanto tempo sem cá vir, hoje o tema chamou-me particularmente a atenção.
    Não sabia bem o que esperar deste post, mas de certa forma espantou-me... Talvez, porque tirei "mensagens" (ou lições) bem particulares deste texto.
    Pode não ter sido escrito com essa intenção, mas uma coisa é certa! Vou ficar durante mais uns quantos tempo a pensar no texto e das ilações que posso tirar dele...
    Espero, nestes próximos dias voltar cá em breve para aprender mais! ;)
    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  2. "Enquanto se é solteiro, temos sempre tempo para descobrir o que nos faz bem" vim aqui parar por acaso e adorei :) está perfeito

    ResponderEliminar
  3. Assim é ser solteiro. Não tenho cá vindo, está na altura de regressar :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário