Rabisco...


Há palavras que ficam, momentos que marcam, sorrisos que chamam, corações que cativam. Há diferenças e diferentes, há presenças e ausências mesmo estando lá, fisicamente. Há calor e frio, há vontade e até mesmo vazio. Há tudo e tão pouco é visto mas, quando se vê o caminho, todos os atalhos são dispensados. Há luzes que ofuscam e simples lanternas que fazem lutar, há diferenças entre o sol e o luar, há tempo, de errar, de amar. Há sempre caminho a percorrer, lutas para conhecer e ondas para embater. Há saudade e, é nela, que encontramos verdade, pode não ser no tempo certo mas, com isso, vemos que nada fizemos e quando o decidimos fazer, foi no período errado, no que ficou-se pelo passado, naquele que não se viveu…
 
 
 
 

Comentários

Enviar um comentário