Sinfonia...

Sentia o teu beijo nos meus lábios, dedilhava o piano que tinha na sala e recordava este Verão em que o teu amor cresceu em mim. Fiquei ali a imaginar, numa mistura de vontade de agarrar-te, num sonho de melodias lentas que percorrem o teu corpo, que focam o teu sorriso. Conseguia ver-te, consigo observar-te nesta dispersão de sentimentos que fazem-me sentir um homem de sorte.
Sinto-me, neste momento, no paraíso, neste paraíso que chama a tua presença, em voz baixa, segredando-te ao ouvido, acariciando-te o rosto. Consegues ouvir-me? As minhas músicas estão tão perto da tua casa, nestas ruas feitas de calçada em que depositamos tantos sonhos de crianças que amadurecem com a nossa forma de querer. Quero-te, quero-te neste momento aqui mesma, agarrada a mim, sentada neste banco partilhando um copo de gim com uma rodela de limão.
O aroma doce permanece no ar, o calor desperta-me para ti e o meu peito, o meu peito compõe letras sem fim chegando a textos que falam tanto de nós. Sussurro-te baixinho, não sou de grandes confusões, sou um adepto de pequenos sinais, de grandes momentos perceptíveis ao olhar de dois.
Desde cedo concebi o amor assim, desde cedo erigi uma montanha de fábulas e contos que agora encontraram uma personagem principal, uma guerreira sem igual, um olhar que me fascina, um sorriso que tanto me ensina. Poderia, poderia pedir para me dares uma razão para te amar mas a verdade é que te amo sem nenhuma razão, amo-te porque vives em mim, amo-te porque no amor encontrei um caminho em ti, somente em ti.
Faz-me querer-te, ainda mais, hoje, agora, neste momento...



Comentários

  1. Esse teu último parágrafo... <3 priceless :')

    Há pessoas que entram de repente no nosso peito e lá permanecem, umas vezes contra a nossa vontade.. E depois vemos que tê-las lá faz-nos tão bem que já não queremos outra coisa :)

    Não são necessárias razões. Quando se quer, quer-se somente, aquela pessoa, tal e qual como ela é.

    ResponderEliminar
  2. Senti algo parecido este Verão, identifico-me tanto nas tuas palavras. Escreves tão bem... :D
    Espero encontrar um dia alguém que me escreva assim coisas tão belas :)
    É sempre tão bom ler-te!
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário