Um Sonho...

Sonhei que te amava, que juntos éramos pássaros livres sem destino nem direcção. Os caminhos eram repletos de rosas, as rosas que nos faziam sorrir, aquelas que te colocava no cabelo. Nesse mesmo sonho habitavas eternamente em mim, nesta canção que passa e, em que os acordes, permanecem tão presentes no meu desejo de te ter. Sonho meu, meu sonho apenas, sonhar sem tempo em que o tempo arrasta-me para ti em forma de destino seguro de razão. Perco a noção e deixo-me ir, nesta maré em que os teus lábios beijo com o sabor salgado de um Verão tão presente. Sinto-te a passeares por estes lençóis finos, por esta cama quente que almeja a presença do teu corpo, desnudo, vivo, entregue. Arrisco-me a dizer que te amo sem mesmo te conhecer, que amo esses traços do corpo que te chegam até à alma, essa alma diferente que te faz ficar tatuada em todos os meus pensamentos. És vida em mim ou então a minha morte mais silenciosa, és eterna ou, então, a efemeridade que te alcança tornando-te frágil como uma borboleta. Neste meu sonho o mar era meu e tu, tu eras aquele rio tempestuoso que se entregava à vontade, que se dava nas marés altas de uma paixão que veio para ficar. Canção do mar que te envolve o ser, sorriso de criança num corpo de mulher, és utopia ou então o destino deste meu caminhar, és fogo, um fogo que me ateia a chama mas que não me faz queimar. Hoje sonhei contigo, hoje sonhei comigo, hoje sonhei com um nós, um nós que nos junta, que nos faz encontrar, um nós, um nós difícil de desatar...


Na praia te encontro, naquela praia, na nossa praia, numa noite destas, na nossa própria noite...




Comentários

  1. Lindíssimo!
    O amor é inato! :)
    É puro. É magnifíco e tantas vezes é inexplicável. Se calhar, o maior amor é aquele que aparece sem aviso, sem motivo ou explicação*

    Quanto ao teu comentário.. Eu queria muito. Oxalá não me parecesse tamanha "loucura".. N queria mesmo "estragar as coisas" (ainda q não haja o q estragar. Tu percebes certamente)

    ResponderEliminar
  2. Adorei o texto :)
    R: Ah, fico contente. Então volta a pegar na viola :)

    ResponderEliminar
  3. Lindo! Um texto doce, cheio de carinho, amor e paixão. Paixão essa, que passa para este lado, o lado do leitor, que lê as palavras que escreves te, aquelas que só alguem escreve quem tem amor dentro de si, quem só escreve quem sabe sentir a vida e o amor dentro de si. Mais um texto espectacular!

    ResponderEliminar
  4. Tão apaixonado! Tão profundo! Tão bonito!
    Adoro vir até cá. Adoro ler-te, sempre tão delicado, sensível e capaz de converter em palavras o que de mais profundo existe dentro do coração humano. ^^

    Forte abraço :333

    ResponderEliminar
  5. Incrivel belas palavras de um poeta nato parabens

    ResponderEliminar

Enviar um comentário