Apenas palavras...

Peço desculpa pelo texto de hoje mas o tempo é pouco e, pelo menos, deixo-vos um pouco de amor. Sejam felizes por favor. Beijos e Abraços.

És fogo, vida que arde, rio que corre, som que ecoa,
Piano que me enche de vida, areal da praia em noite de Verão.
És mar e eu maré, és rocha e eu a onda que te beija em movimentação agitada.
És sangue que corre em mim, sombra da minha pele,
És gaiola e eu a liberdade que se perde no teu corpo.
És sol que irradia pelas vidraças da janela,
És a manhã que me faz sorrir e eu sou o olhar que habita em ti.
És folha de papel em branco, eu sou as linhas que te percorrem,
És a personagem principal do meu conto e eu sou a história que vive eternamente em ti...


Dá-me vida, dá-me história, eu dou-te continuação, a continuação de uma eternidade que não vive em instantes, que se ancora a momentos...




Comentários

  1. Ainda bem que o tempo hoje é curto.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. por muito que o tempo fosse curto, as palavras são bem bonitas :)
    vou seguir, beijinho *

    ResponderEliminar
  3. Bonita música :)
    Tristinho o texto hoje? Estás desanimado?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é triste nem desanimado, apenas estou cansado hoje :)

      Eliminar
  4. pergunto-me quem será a mulher que se casará contigo. A mulher que terá a maior sorte do mundo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário