Palavras de final de noite...


Conto-te em simples palavras a história de um amor perdido, de um amor esquecido em vielas e ruas repletas de negrume. Nessa história habitava um homem, um homem desprovido de sonhos, repleto de enganos. Foram anos a batalhar por amor, a acreditar, a querer um pouco mais e a receber um menos de uma vida que se esqueceu de si.
Sentiu amor um dia, ofereceu o seu coração e, subitamente, roubaram tudo, deixando-o vulnerável ao seu sentir, tão vulnerável que respirava um ar que o fazia sobreviver em detrimento da vida que outrora tinhera. Foram momentos esquecidos, pessoas desfolhadas, folhas rasgadas e um Inverno que chegou para ficar.
Há momentos na vida em que deveremos viver o amor, deveremos lutar pelo nosso querer, porque haverá um tarde de mais, mesmo que não o queiramos aceitar, haverá sempre um dia em que tudo se dissipa ficando nós, tão iguais a este homem, tão diferentes dele. No fim, no final de tudo isto diferimos numa única coisa, ele arriscou e perdeu e nós? Nós perdemos porque nunca arriscamos...


Sejam sempre sinceros no que fazem porque com amor tudo se consegue, desde que tenhamos a vontade de seguir o que ser...



Comentários

  1. "Palavras de final de noite..." e tu que não falasses de amor... és sempre incrível, e as tuas palavras são sempre maravilhosas, tenho dito. Parabéns, sempre!

    ResponderEliminar
  2. Adorei o texto. Está repleto de verdade. Devemos sempre lutar e acreditar no amor e nunca desistir.

    ResponderEliminar
  3. "ele arriscou e perdeu e nós? Nós perdemos porque nunca arriscamos..." esta frase é tão...wow
    Sempre ouvi dizer que "o medo de perder tira a vontade de ganhar", de facto a vida é só uma e devemos sempre tentar tudo por nós, mas as vezes arriscar é tão difícil...

    ResponderEliminar
  4. Nem mais tudo se consegue desde que tenhamos a vontade de seguir o que queremos ;)

    ResponderEliminar
  5. Vale mais arriscar do que arrepender-se de nunca ter tentado e de nunca saber o que daí acontecera.
    Se as coisas não deram certo, assim teve de ser, mas as marcas vão nos ensinando como lidar numa próxima vez. Dói hoje, mas amanhã quem sabe não sorriremos novamente :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário