Sopros...


Sopro firme, a vida num sopro, em que se vive, em que se perde, em que se fica ou em que se parte para não voltarmos a algo que ficou no passado. Sopros, somos guiados por sopros que nos traçam caminhos, que nos fazem seguir segundo as nossas vontades, segundo os sonhos que temos possibilidade de sonhar. Num sopro se vive o amor, se sorri com o gesto, se agarra com a firmeza de um querer que tem a certeza do sentimento, que tem a clareza das ideias. Sopro, o sopro que nos banha o rosto, que nos faz ver a hora de partirmos, guardando pequenos fragmentos, esquecendo fracas paixões. Os sopros são quem nos faz acreditar num novo amanha, um sopro que não contempla tempos, que não contempla orgulhos, que se esquece de quem prefere ser pedra onde poderia ser sentir, humano que chora, carne que sente. Nas trajectórias do sopro acaba-se por cruzar destinos, por formar histórias, por juntar corações. Num sopro de ar se ama, num sopro de amar se esquece, num sopro de ar se perde a respiração, num sopro de ar parte-se. Ou vive-se nesse sopro de ar, ou morre-se sem conhecer o que é perder o folgo com um beijo apaixonado...

Amanhã responderei a todas as palavras que aqui me deixam, desculpem esta falta de tempo da minha parte. Sabe bem ter seguidores como vocês, sabe bem receber as palavras que aqui me deixam. Beijos e Abraços e sejam FELIZES

          

          

          



Comentários

  1. E com um sopro se lê as tuas palvras , mergulhas na escuridão , encontras a felicidade , revoltas-te com a tua liberdade e queres ficar preso alguem para sempre , mas aí pensas que é melhor ter vários sopros para depois com um sopro ... conseguires lembrar todos os sopros transformados em suspiros que resultaram de sopros momentâneos e felizes proprocionados por essa tal !

    ResponderEliminar
  2. Gostei deste texto, como sempre apaixonante. É verdade num sopre se vive o amor, num sopre se ganha num sopro se perde, a vida é de facto um sopro. E infelizmente só aproveitar-mos a vida no ultimo sopro, que é quando tentamos viver ao máximo.

    Este texto fez me lembrar a frase: A vida é fetia dos momentos que nos tiram o folego.

    Forte Abraço ;)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário