Me,Myself and I...

Hoje escrevo o que nunca escrevi, hoje apenas falo do que nunca falei, não sei onde tudo isto me levará mas, certamente, levara-me a algo apenas meu. Sintam com tempo, leiam com sentimento...

Nesta minha história, nesta minha nova vida, as vozes que ouço são as minhas, são as minhas vontades, os meus projectos que persisto em lutar, como sempre fui, um lutador que não se acomoda ao silêncio das palavras, ao impasse do sentimento. Amo com tanta força, com força que aguenta o meu mundo, que mantem os meus sonhos vivos por maiores que fossem os tropeções que esta vida me deu, por maiores que fossem as desilusões que tive em acreditar tanto em quem nada deveria ser confiado. Segui em frente, segui por o meu caminho, afastei tantas coisas de mim, afastei tantas personagens que por mim passaram criticando o que desconheciam, reprimindo uma vida que parecia desmoronar-se à minha frente. Tudo o que passei fez-me ver como a vida é para mim, o que verdadeiramente é importante no meu caminho. Esqueci-me de todo o terror que um dia vivi, os dias mal dormidos, os receios de andar na rua, as fobias que me enchiam a cabeça e o coração de um negrume que nem eu conseguia combater com os sorrisos de quem me dava a mão. Cresci e, foi desta forma, que ensinei a mim próprio a amar, a amar de verdade num mundo em que as injustiças marcam, em que as pessoas se esquecem o valor das outras, em que as pessoas tratam mal o igual de forma a esconderem as suas fragilidades, a espalhar a sua própria infelicidade na vida dos outros. Nunca falei assim de mim, de uma forma despida de tudo, sem barreiras mas, hoje, hoje escrevo estas linhas que tanto me orgulho escrever. Sei o que sou, sei o que quero, sei o que tenho e sei o que me faz falta, sei quem me faz falta e que abandonei nesta vida que perdeu o rumo. Vivi erros, aprendi com eles, afastei-me de tudo e hoje possuo o mais verdadeiro, não me peçam sorrisos se antes me deram lágrimas, não me peçam abraços se antes me causaram dor. O perdão surge mas o esquecer, esse, permanece ancorado em mim, fazendo-me lembrar, fazendo-me ser assim distante, sem me dar, sem me revelar em nada. Sei que foi melhor assim e que não seria desta forma se a minha vida tivesse tomado outro rumo, se em vez de ter passado por aquela dor tivesse vivido um mar de rosas. Perdi e ganhei, perdi uma vida que nem era a minha e ganhei o que hoje sou, espelho do que me afastei, do que se afastou, do que permaneceu, do que se ancorou. Assim é a minha história, também tenho as minhas fragilidades, também tenho os meus defeitos que me acompanham neste meu caminhar. Sei que agora nada é igual ao dantes vivido e, se querem que seja sincero, é bem melhor assim, não acreditar de mais em pessoas que dão de menos, não dar de mais a quem nem sequer um dia acreditou em mim. Eu acreditei e isso, isso bastou para batalhar uma vida, uma vida que ainda está no início mas que tanto me ensinou, que tanto me fez ver que as pessoas devem ser vistas por o que são e não por o que os outros dizem. Dói para quem é rotulado sem saber, dói quem fica afastado de tudo, alienado da sua própria realidade. Os sorrisos de vitória, de outrora, agora, são os meus sorrisos porque conquistei o que tanto queria, porque tenho a vida que sempre quis para mim. Ainda me falta algo, ainda me falta viver muito mas sei que com o tempo irei la chegar, irei viver o que agora apenas é um sonho em mim. Pedir perdão, pedir um momento mais, viver amores e voltar atrás, tudo é válido nesta vida, há muitos perdões que ainda tenho de ouvir, alguns por pedir, um amor por viver, uma história por repartir. O que outra pessoa é, apenas poderás saber se a conheceres, o que uma pessoa sente, apenas pode ser entendido se escutares o seu coração. O que uma pessoa sonha move ela, move quem ela ama. Não condenes ninguém, não sejas o que tanta gente quer que sejas, desde que sejas tu, tudo encontrará um rumo, tudo encontrará um momento certo, foi assim comigo e, certamente, será assim com qualquer um de vocês. Eu vivo, eu amo, eu luto, eu ainda acredito que um dia a história que ficou parada voltará a ser vivida de uma forma mais adulta, de uma forma bem mais entregue, até lá, até lá sei o que quero para mim...





Tudo acontece por uma razão, tudo encontra a hora certa, a pessoa desejada, o instante marcado. Tudo tem o seu tempo, tudo tem a sua verdade...

Comentários

  1. Olá, deixa-me mais uma vez agradecer todo o teu apoio e carinho no meu espaço ;)

    Como sempre muito sábio, verdadeiro e cheio de sentimento, deixa-me que te diga que o teu ultimo paragrafo é de facto muito sábio. Deixa-me dizer-te que adorei a fotografia das sapatilhas, deu me inspiração :P

    ResponderEliminar
  2. Não sei que diga, acho que alguém que aqui venha, perde de imediato as palavras.
    É uma inspiração vir aqui!!

    ResponderEliminar
  3. Obrigado. Também é uma música que me marcou imenso e ainda continua a fazer a diferença sempre que a oiço. Acho que era mesmo isso que estava a precisar. Foi mesmoo muito bom ter o conseguido escrever. Ficou um pouco maior; mas prontos sinto mesmo melhor. (:

    ResponderEliminar
  4. Já li alguns posts. E normalmente os rapazes nao tem muito jeito para escrever... Es excepção (:

    ResponderEliminar
  5. És tão sensível, tão sábio :) Gostei muito!

    ResponderEliminar
  6. Obrigado, é tão verdade, hoje em dia para elas a moeda deixou de ter dois lados e julgam todos pela chamada "cara", enfim... Abraço

    ResponderEliminar
  7. É tão bom saber que gostas daquilo que eu escrevo diariamente, as tuas palavras de conforto são sempre bem-vindas! Obrigada :)

    ResponderEliminar
  8. é mesmo bom e tenho muitas saudades ! :)

    ResponderEliminar
  9. Possa, foi tão bom ler o teu comentário! Muito obrigada! :')

    ResponderEliminar

Enviar um comentário