Intervalo...

Virás em ti se acreditares na tua história.
Serás tu se viveres segundo as tuas vontades.
Amarás de verdade se a pessoa habitar dentro do teu coração.
Sonharás sempre que lutares por um objectivo, por uma forma de vida.
Sorrirás se fores fiel a ti, se construíres a tua própria vida.
Perdoarás quem faz parte de ti, quem faz parte do teu ser.
Aprenderás que a vida não te dá tudo o que queres, dá-te é oportunidades para agarrares o mais verdadeiro.
Arrependeras-te do que não viveste, do que deixaste partir sem antes amar, sentir, tocar.
Pensarás que os caminhos são muitos mas que apenas um te fará feliz.
Sentirás quem te quer bem, quem te ama com tanta força.
Olharás um dia com olhos de ver, com olhos que entendem silêncios, que leem gestos calados.
Perderás uma vida se te agarrares a um passado.
Ganharás se dares a ti mesmo(a) um oportunidade de ser feliz.
Perceberás um dia que estas palavras jamais foram em vão e nesse dia, já elas partiram, já elas se diluíram no meio de uma outra história, de um outro sentimento...

     
     
     

     

Não há muito mais para dizer, não há muito mais por que ficar, as palavras estão gastas, os olhos cansados e os dias passam e tu nem sequer ficas. Fica agora o intervalo, grande, pequeno, infinito. Nada se sabe, apenas que um dia, quem sabe, tudo isto valeu a pena...

Tudo o que pede é verdade, tudo o que se pede é segurança mas quando, tudo isso surge, anda-se ocupados com histórias que não são nossas, com vozes que vêem de um outro alguém, com dúvidas que nem sequer são respondidas, porque nem colocadas são. Não se procura no final uma história, procura-se o que os outros também procuram, aquilo que enche o olho mas não o coração. É triste mas é mesmo assim que agora se vive, que algumas pessoas, a grande maioria vive...

Comentários

  1. Obrigada pelo teu apoio a sério. Todos os teus comentários fazem-me tão bem. Obrigada por me seguires à tanto tempo e comentares todos os meus posts.
    E bem.. quanto ao último post não é "frontalidade".. é desilusão + mágoa + nervos tudo junto.. e dá nisto :/

    Mas de qualquer das formas obrigada!

    E já agora,o teu texto está mesmo muito bonito.
    Sempre que leio os teus textos acabo sempre por sonhar mais alto e reflectir sobre a minha vida.
    Acredita que fazes bem a muita gente com a tua pessoa e com os teus textos.

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. oh, muito obrigada, não imaginas como isso é importante para mim ! :)
    upps, desculpa, deve ter sido algum problema no sistema. e agora, já apareço ? :p

    ResponderEliminar
  3. Como dizes, quem sabe se um dia tudo valeu a pena, até o intervalo... desde que o final seja feliz! Identifiquei-me bastante com o que escreveste, continuo a adorar os teus textos!
    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  4. é bom saber que me vais continuar a visitar e quanto ao texto, não há palavras ! *.*

    ResponderEliminar
  5. obrigada, mas é mau não poder confiar em ninguém, não ter aquele amigo conselheiro, não ter nada disso ! Tudo isso é mau, mas pior ainda é ter-los e e perde-los num instante.. s:

    ResponderEliminar
  6. "Que a cada manhã a sua coragem acorde bem juntinho de você, sorria pra você, e o convide para viverem uma história toda nova, apesar do cenário aparentemente costumeiro."

    Caio Fernando Abreu


    ...Que lindo este cantinho!!
    adorei aqui, e com certeza ficarei :)

    estou seguindo..
    retribui??

    beijos
    http://momentosdapathy.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  7. eu também já sigo :D
    tenho de vir aqui mais vezes, tenho muito que ler :D
    obrigada pelas palavras!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário