Espelhado sentir...

Em palavras tudo se diz, tanto fica por dizer. Em gestos tudo se mostra, tanto se esconde na esperança de não revelar um amor que transparece por entre o olhar. Vivemos na dualidade de tudo, num antagonismo entre o que se sente e o que se cala, entre o sonhar acordados e o esquecer como forma de fugirmos às nossas próprias fragilidades. Proclama-se os valores, procura-se as verdadeiras pessoas mas somos constantemente enganados por falsos profetas que dizem sem sentir, que falam sem pensar. Há amores e amores, aqueles de uma vida inteira, tatuados no coração, vivos nas recordações. Depois há os outros, amores que nem assim deveriam ser chamados, simples enganos em que muitos dão tanto esquecendo-se do que é receber. Agarrar o mundo, condensar tudo apenas num viver único em que de sonhadores passamos a personagens reais, presentes naqueles momentos, vivos naqueles instantes. Tanto procuramos, tão pouco se encontra. Assim vamos vivendo, no erro humano de se dar valor ao que se perdeu, de querer o que não é seu, de partir mesmo sem antes insistir. Desiste-se demais daquilo que tanto se quer, procura-se caminhos fáceis mas tudo o que assim o é, com a mesma facilidade, se evapora das nossas mãos. Se o amor é vivo, então faz o crescer, se a vontade é muita, então vive o momento, se o sonhar é grande, então mostra-o que também és grande o suficiente para o viver, se o desejo é agarrar, então agarra com força, junto a ti, ancorado ao teu querer. Tu tens a decisão de ter tudo apenas não podes é fazer nada...


De pequenos passos se formam grandes histórias, de pequenos sonhos se escreve uma vida de vitórias, de pequenos nadas tanto se diz, tanto se faz, tanto se ama...

Comentários

  1. Não podia estar mais de acordo. Está fantástico, gosto muito! Beijinho *

    ResponderEliminar
  2. e como sempre, está perfeito! Gostei muito :)

    ResponderEliminar
  3. Fiquei presa a memórias quando li este texto. Sofri muito por dar amor e não receber até que entendi o verdadeiro significado de amar. Único para cada um de nós é impossível explicar o que se sente. Aprendi que quando queremos conseguimos. E se queremos tudo acabaremos por ter. Só temos de ter paciência. E eu fui e sou muito paciente :)
    Adorei, mais uma vez! Um beijo com amizade *

    ResponderEliminar
  4. como é bom poder ler blogs assim,adorei.

    ResponderEliminar
  5. Pois é, eu sei que há uma marca dele que vai sempre ficar. Muito obrigada pelo apoio :) O texto está encantador.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário