Escuta-me...

A vida é repleta de etapas, de sonhos e despedidas, de vivências e de erros cometidos. A vida é uma mistura de tanto, uma mão repleta de nada. Depende de nós a pintarmos de todas as cores, enchendo-a de magia, recheando-a de sentimento. Tanto se perde, tanto se ganha e o que hoje parece tão presente nos nossos dias, amanhã poderá ser a maior ausência que sentimos. E porquê que tudo isto acontece? E porquê que só damos valor ao que partiu da nossa história? Vive-se na busca de mais, de mais de tudo, um mais que nem se sabe o que é e, nessa mesma procura, perde-se o que se tinha, um amor, uma amizade, uma história ou até mesmo um projecto. Agarrar, viver é tudo o que escrevo, porque na verdade eu acredito, acredito que somos nós que desenhamos o nosso, dito, “destino” com as nossas acções, com as nossas escolhas, com as nossas lutas. Se ama-se, vive-se esse amor, se quer-se, mostra-se esse mesmo querer, se sonha-se, persigam o sonho não deixem ele morrer em vós. Todos temos o dom de amar, de partilhar, deixaremos tudo para trás, viveremos o mais real, o que sonhamos e jamais deveremos enganar uma vontade que nasce dentro de nós, um sentimento que não se consegue apagar...



Comentários

  1. Porque quando é verdadeiro, quando vem do coração , não dá pra fugir né? Sempre foi e sempre será!
    Eu não acredito em destino, mas sei que algo está escrito pra nós. E quando assim é, não há nada que apague!

    com todo o meu coração , bé

    ResponderEliminar

Enviar um comentário