A pertinência de ficar...

Que saudade humilde que fica, que ponta de recordação que permanece. Ancorado a este peito ficam as fotografias espalhadas pelo chão, a réstia de um amor que ainda se alimenta de mim, que ainda se revê em nós. Caminhos difusos, sonhos dispersos, ficou o presente de um futuro envenenado, ficou o querer de um lutar apagado. Água que cai, lágrima que escorre pela face de quem aqui permaneceu, amante de horas reais, cavaleiro sem espada, lutador de brilho no olhar. Destino singelo esquecido de nós, fragmento de batalhas, sorriso das estrelas. Caminhos seguidos sem rumo, cantigas que falam de amor, amor cantado em fados tristes que correm por entre as veias de quem agarra o coração. Amores vivos, amores injustos, esquecidos de quem os plantou, de quem os viu crescer. Partidas e chegadas, ficou o pó nos livros antes abertos, a tinta escorreu pelas folhas e a história ali parou na esperança que alguém lhe pegue de novo, que alguém agarre naqueles poemas, naquelas prosas em que de palavras saem sentimentos e dos sentimentos vida em quem os entende. Passados revistos no presente, amores tatuados no peito. Há coisas que não se apagam, há pessoas que apesar da distância lhes sentimos a presença, há horas passadas por nós que em nós fizeram vida, formaram caminhos, moldaram personalidades. Tudo o que passa acaba por ficar, tudo o que importa faz recordar e o que fica tem o dom de nos fazer acreditar... 





Comentários

  1. Primeiro que tudo, fiquei totalmente apaixonada pelos anéis! São mesmo perfeitos!
    Quanto ao teu texto, acho que me basta dizer que te "invejo" muito para perceberes que adoro não só a forma como escreves como o que escreves. Não é fácil falar de amor, de mágoa, de amizade e de luta. Mas tu fazes tudo isso parecer simples e fazes com que pareça que a cada esquina se esconde um sorriso ou uma prova de amor!
    Como habitualmente destaco um pequeno excerto que me marcou, principalmente por simbolizar tudo o que passei, tudo o que alcancei e tudo pelo que luto:

    "Tudo o que passa acaba por ficar, tudo o que importa faz recordar e o que fica tem o dom de nos fazer acreditar..."

    Nunca deixes de nos maravilhar :)
    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Nossa *.*, ainda bem mesmo...e o blog basicamente é o que eu sou, uma pessoa divertida e por ai fora ;)
    E sim, em relação aos amigos é tal e qual como tu dizer ;D
    Mas acredita que eu também gosto bastante dos teus textos mesmo :) Tal como tu dizes vou passar por cá mais vezes xb Bjinho :)

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito deste também

    Obrigado pelo comentário :b

    ResponderEliminar

Enviar um comentário