Reviver um sentimento...

(Hoje deixo-vos uma reflexão um pouco mas extensa mas vale a pena a ler, sentir e reviver um pouco de algo nosso em cada palavra, em cada instante.)

Sentia a pulsação no limite, cansado parou, parou junto ao banco em que as recordações invadiam aquele peito, aquele seu recordar constante que o prendia num passado, num passado vivido, lutado e esquecido por quem um dia segurou o seu mundo. Seguia passo-a-passo, seguia olhando para a frente e tudo parecia tão nublado, tão apagado dentro daqueles dias quentes, daquelas tardes em que o sol lhe banhava o rosto sem lhe tocar. Sentia as melodias, simples e puras melodias de um querer, de um querer diferente de todo aquele que se torna explicável, apenas sentia e esse sentimento o mantinha vivo. Lugar de recordações, lugar em que tudo fazia sentido, em que o coração repousava, em que a alma pedia um pouco mais de tempo, um pouco mais de compreensão. Queria apenas ser ele, na imensidão das pessoas queria ser diferente, ele, ele em tudo o que fazia, no que dizia e acima de tudo no que sentia em casa fração de tempo, em cada palavra pronunciada. Nunca se enganou e, hoje, ainda não se consegue enganar, foge sem fugir, esquece sempre com um recordar. Não é perfeito mas tenta ser o melhor que pode, não é sombra mas por vezes torna-se espectro do seu próprio querer, daquele presente tão ausente, daquele sonhar que parece escorrer por entre os finos dedos das suas mãos. Já pensou partir, esquecer-se de si, encontrar-se noutra história, com outras pessoas, com um outro sentimento. Desistiu mas não esqueceu, ficará sempre aquela vontade, aquela enorme razão que o faz querer mais, contemplando sempre o que tem, quer ser rei, rei das suas próprias letras, das suas frases, das histórias que fala e que acredita piamente sem duvidar em qualquer instante. Viveu a vida segundo outros, descobriu que somente ele poderá formar a sua felicidade, colocou as mãos no coração e sossegou o que parecia ser um mar revolto. Ama para além das palavras, sente por entre os silêncios, repara em olhares, é atento nos mais ínfimos pormenores, gosta de observar, não gosta de ser réplica de ninguém. Acredita nas suas capacidades mas é humano e, logo, sofre, sente, aguenta e aumenta a capacidade de resistência, gosta de sentir, não é capaz de representar, quando ama, ama com todas as suas forças e quando parte é para nunca mais voltar. Segue o coração ouvindo a razão, já se arrependeu, já se esqueceu, errou e recuperou o que tinha perdido, já foi um simples “zé ninguém”, hoje é o principal arquitecto da sua história, do seu maior viver. Ama a liberdade, fala o que sente, respeita o que é, e não se esquece do seu sonhar. Assim é ele, simples humano que sente, pessoa que luta, desiste, parte e esquece, é ele, com defeitos, virtudes, sonhos e projectos, um amante, um amigo, um irmão...

 


Comentários

  1. oh, tens muita razão! obrigada! que reflexão tão bonita, nem tenho palavras!:)

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelas palavras :)
    é o que vou fazer, é o que devo fazer : seguir em frente, aprender com isto,
    como dizes no texto : 'sofre, sente, aguenta e aumenta a capacidade de resistência'é o que vou fazer, aguentar e aumentar a minha capacidade de resistência.
    Gostei mesmo desta reflexão, está tão claro e ao mesmo tempo tão profundo. Gostava de ser com 'ele', de ter força mesmo quando caio.
    Um beijo :)

    ResponderEliminar
  3. Ele é uma união de bocadinhos de todos nós :)
    Parabéns pelo texto! Adorei.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. oh meu querido muito obrigada, também gosto de passar por aqui, só que tenho tido pouco tempo por isso não tenho dito nada.
    já agora adorei o teu post mas isso é óbvio, adoro sempre os teus post´s

    Um beijinho Juliet

    ResponderEliminar
  5. enches-me de amor com cada palavra carinhosa que me dizes. és sempre tão... tão delicado e cuidadoso com elas. oh, muito obrigada, a sério.

    ResponderEliminar
  6. Oh muito obrigada :)
    Amei este post! Eu não me canso de dizer que escreves lindamente, a cada palavra tua vejo tanto sentimento *-*

    ResponderEliminar
  7. É isso mesmo que tenho que fazer. Obrigada pelo apoio :)
    Gosto bastante da banda do video que publicaste, fazem covers muito boas.

    ResponderEliminar
  8. Ele acaba por ser nós todos! Sem tirar nem pôr! :)

    Ameii :D

    Beijinho *

    ResponderEliminar
  9. Muito lindo *.*
    Tua escrita já é uma das coisas que enche meu coração de emoções. Que cada palavra transmitida soa em meu ouvido com uma musica amorosa que enche todo o meu ser. Enche e o Satisfaz a todos os níveis emocionais. Com teus textos eu choro, eu rio, eu alegro-me ...
    Resumindo: com teus textos eu vivo cada palavra lida pelos meus olhos como se elas tivessem ocorrendo comigo mesma.

    AMO DE MAIS seus textos (:

    ***

    Nós "ainda" não nos vamos separar só que é uma mania que tenho.
    Antecipar as minhas tristezas.

    ***

    Agora estou curiosa: seus textos são histórias vividas ou são apenas histórias escritas por um doce coração? *-)

    ***

    Beijos!

    ResponderEliminar
  10. Um lindo texto, uma escrita perfeita e uma conjunção de sentimentos magnífica! Os meus parabéns ! :) É um prazer chegar aqui, após alguma ausência, e deparar-me com esta obra! Adorei, espero por mais :) Beijinho *

    ResponderEliminar
  11. Onde vais buscar a inspiração? Dentro de ti? :)

    Bjo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário