Dia diferente...

Antagonismos de forças presentes, de um querer eminente entre ter e não ter, amar ou esquecer. Numa fracção de tempo perde-se, ganha-se, sorri-se ou chora-se um amor partido, um amor que desvaneceu sobre as mãos de quem não o segurou, de quem preferiu buscar a felicidade para além daquilo que possuía, para além de uma realidade que tão bem conhecida. Fragmentos de um amor, saudades de uma ausência, tudo fica, nada vai, mas acaba sempre por permanecer a história, aquela que faz parte de nós, que se entranha na pele, que se crava no coração, em forma de tatuagem, em instantes de recordação. Caminha-se sobre uma corda bamba, um instável caminho que tem o dom de surpreender, de prender, de agarrar e sugar a quem se prende a um passado, a quem desconhece um presente e nunca ouviu falar de um futuro, de um fim que se torna espelho do querer, do sonhar, do projectar e de um lutar, de um lutar de uma vida, de uma vida que nem sempre é justa. Sabe-se pouco sobre o que é amor, ele não se torna explicação e muito menos é significado, amor, amor desconhece barreiras, fronteiras, desigualdades ou falsos moralismos. Amor é liberdade, liberdade de vida, de escolhas, de caminhos e sonhos, o amor não é prisão, não é prisão para quem o encara como forma de vida, por quem respeita cada pessoa, cada pormenor, cada instante de uma história em construção, de um viver em comunhão... 



Comentários

  1. Porque é que o amor só existe para alguns? :(

    ResponderEliminar
  2. me lembro de uma letra de musica que diz "por um motivo menor, você fez o que fez de mim, tanto quanto pior, tudo teve seu fim".

    apesar de sermos livres, no amor, na vida... o fim nunca é bem aceito, o motivo do outro sempre parece menor que a vida construida.

    ResponderEliminar
  3. Amor é isso mesmo, liberdade! É podermos ter alguém connosco, mas ainda assim sermos livres, felizes e completos... É tudo aquilo que precisamos ;)

    Beijinhoo *

    ResponderEliminar
  4. Tens um desafio no meu blogue :D *

    ResponderEliminar
  5. Amor é tudo isso e tanto mais... :)

    Bom fim-de-semana!

    Beijo

    ResponderEliminar
  6. habituei-me a vir ler este teu cantinho quando estou mais em baixo. sabes nos últimos dias tenho-me visto a ir para o telhado de minha casa com o meu telemóvel fico a contemplar o céu e do nada lembro-me em vir ao teu blog, as tuas palavras enchem-me de calor nestas noites tão mas tão frias, não tenho escrito, e vinha aqui sem mesmo ligar o gmail por isso não tenho dito nada, mas tu sabes que continuo a ler tudo, todas estas histórias de amor que tanto me tocam o coração e alma * obrigada, por escreveres assim e me fazeres sonhar tão alto (:

    beijinho grande de bom fim de semana *

    ResponderEliminar
  7. Sempre me encanto, me encontro, me entrego e me permito enternecer por estes seus posts! Como é bom sempre estar aqui... abraço apertado!

    ResponderEliminar
  8. "ele não se torna explicação e muito menos é significado, amor, amor desconhece barreiras, fronteiras, desigualdades ou falsos moralismos. Amor é liberdade" O amor é isto e muito mais...faz parte de duas pessoas contruirem o amor a sua altura, com todos os ingredientes que quiserem e da maneira que quiserem, mas sempre em sintonia. :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário