Reflexão do meu eu...

(Hoje falo de mim, do que gosto, do que não gosto, do que acredito, daquilo que jamais fará parte de mim. Espero que gostem =) )


São de palavras que formo esta minha vida, que construo esta minha história, história de amor, de enganos e acertos, de perdas e ganhos. Vida, vida que vivo, canção que canto, sou tudo, sou nada, sou aquele que agarra com força, sou quem parte para nunca mais voltar. Repleto de sonhos, vivo por sentimentos, difícil de encantar, real naquilo que diz. Enganou-se e voltou atrás, porque engana-se quem avança e eu não nasci para ficar estagnado. Entrego-me as histórias mais verdadeiras e descuro o que se torna simples de mais, o que facilmente me cai nas mãos. Gosto de viver cada momento, de encontrar cada essência, aquela que forma a pessoa, aquela que lhe distingue de todo o resto. Aprendi a reinventar o sentimento, a colorir a minha vida das cores que mais alegria dão a ela, aprendi, e desde esse momento, deixei para trás as sombras que hoje nem conseguem penetrar dentro do meu coração. Apaixonado pela vida, repleto de sonhos sonhados e outros lutados, assim me defino, assim sou. Não gosto de mentiras, não tolero falsas palavras, gosto de esperar, porque quem não espera é porque não sente e quem parte é porque, certamente, não faria parte da nossa história. Construo a minha vida lentamente, sobre fortes alicerces, sobre um chão consistente, gosto de surpresas mas jamais gostarei de instabilidade. Gosto de amar, gosto de ser amado, gosto de dar e receber, mas gosto bem mais de dar. Nasci para aquilo que mais tenho jeito, nasci para viver, para viver muito, sentir bastante, sorrir bem mais do que a vontade possa ser de chorar. Cai, cai e levantei-me e sei que ainda irei cair mais vezes, mas vivo cada dia, passo a passo, porque comigo um futuro só surge sempre que se vive o presente. Já me prendi ao passado, já me esqueci de mim, já feri o coração. Agora sou pássaro livre, sou a prova e não a promessa, sou o viver e não o deixar para amanhã. Venero a simplicidade e repudio a futilidade das pessoas, gosto de viagens, não consigo estar parado. Dêem-me sorriso, devolvo alegrias, dêem-me amor, eu construo história, dêem-me lágrimas e eu as enxugarei, mas não me dêem ausência de sentimentos porque nesse dia virarei as costas. É assim que sou, uma mistura de tudo, um descobridor de vida, um sonhar de noite e um vivam de dia, sou eu, comigo, com os que fazem parte do meu mundo, com as minhas alegrias e as minhas frustrações, porque eu posso ser igual perante os olhos de quem não me conhece mas, certamente, serei diferente no coração de quem faz parte de mim, a quem dou um bocado do meu ser...


Gosto de conhecer o mundo...


Gosto de quem me faz feliz...


Gosto da simplicidade das coisas...


Gosto da minha casa, gosto de cozinhar...


Gosto do calor de um beijo em dias frios...


Gosto da frescura do mar em dias quentes...


Gosto de quem me acompanha nas maiores loucuras...


Gosto da tranquilidade e dos silêncios marcantes...


Gosto que o meu mundo tenha as cores e os sons que mais gosto...


No fim de tudo o que eu mais gosto é de VIVER...

Comentários

  1. Adorei cada teu viver em cada linha :)

    ResponderEliminar
  2. Obrigada ;)
    Adorei! vive bem a vida, pois tenho a certeza que ela tem muitas surpresas para ti...

    ResponderEliminar
  3. Lindo!! O teu texto está mesmo lindo e inspirador (mas isso também já não me surpreende da tua parte :)).
    E olha,obrigada pelo teu comentário. Foi mesmo querido da tua parte.
    E eu estive a pensar e realmente tens razão. O blogue é algo muito importante para mim e não posso simplesmente destruí-lo.
    Por isso decidi ou deixa-lo em "stand by" ou simplesmente escrever porque sinto essa necessidade.

    Mais uma vez obrigada :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. E que bom é saber isso. Muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Adoro a sua escrita, estou delirada com ela e agradeço uma vez mais pelos seus confortantes comentários. Beijinhos <3

    ResponderEliminar
  6. tu sabes o quanto eu gosto de te ler, aquece-me o coração e ilumina-me o sorriso. sabe bem.

    ResponderEliminar
  7. Adorei ...
    Tal como acontece com todos os teus textos +.+
    Obrigado pelos comentários ;D

    ResponderEliminar
  8. acho que este é o texto mais lindo que aqui li. é tão bom gostarmos de viver, e ainda bem que tu sabes fazê-lo* beijinhos:)

    ResponderEliminar
  9. Gosto do teu "eu" que aqui descreves!

    Bjo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário