Pára, escuta e sente, somente desta vez...

(Leiam este post com olhos sinceros, com o coração aberto e sintam, apenas sintam. Espero que gostem, diferente, mas espero que gostem...)

Escuta a voz do coração, segue as pegadas da tua própria felicidade, traça destinos e prepara batalhas. Sorri para a vida, deixa-te levar pelos dias de sol e refugia-te das noites escuras. Continua a sonhar, a olhar em frente e quando caíres encontra a força para voltares a te levantar. Olha para dentro de ti, escuta com atenção aquilo que a vida te pedir, entrega-te as histórias verdadeiras e perde o medo de errar. Larga a mão ao passado, vive o que o presente te entrega, esquece o que te fere, guarda o que te faz feliz. Caminha sempre em frente, dá um passo atrás sempre que sentires necessidade, mas não dês mais do um apenas. Sorri para quem sorri e não cries raivas a quem não consegue ver a tua felicidade. Limpa o coração e sara as feridas, acredita em quem é de confiar e abandona quem não faz parte da tua história. Sente em vez de pensares, vive em vez de ficares à espera que a vida viva sozinha sem ti, deixa os dias passarem mas aproveita os pequenos momentos que ele te vai proporcionando. Não caias na futilidade dos outros, deixa-te ser diferente, nunca igual. Olha com olhos de ver, sente o sentimento por entre silêncios ou até mesmo melodias largadas ao vento, nunca deixes de acreditar em ti, porque quem acredita não tem medo de avançar. Ama aqueles que te fazem bem e se tiveres de pedir desculpa pede, acreditas em segundas opções? Se elas existem é porque a vida te esta a dar mais uma oportunidade de agarrares a tua felicidade, de viveres a tua história. Não penses de mais, age sim de mais, não ouças outros, ouve-te a ti, são eles que vivem o teu amor? Se não são certamente não são eles que sabem o que é melhor para ti. Escreve o que te vai na alma, se não conseguires escrever fala contigo mesmo/a, fala com o que de melhor tens em ti, que está ancorado ao teu peito, presente na tua vida. Recorda o passado e aprende com ele, vive o presente e constrói o futuro, não largues os teus sonhos por ninguém, porque quem te merece, quem tu mereces jamais te fará abdicar de algo que tão intimamente guardas, que tanta alegria forma dentro de ti. Vive um amor e não uma prisão, sê livre, deixa quem está contigo livre, porque somente assim serás feliz, somente desta forma farás a outra pessoa feliz também...



Comentários

  1. "Vive um amor e não uma prisão, sê livre, deixa quem está contigo livre, porque somente assim serás feliz, somente desta forma farás a outra pessoa feliz também..."

    É caso para dizer, deixa o que amas livre, se ele for e voltar é porque é teu, se ele for e nunca mais voltar é porque nunca te pertenceu! Identifiquei-me bastante com este teu texto. As segundas oportunidades. Os pedidos de desculpas. Os olhares com olhos de ver. Tudo isso que faz parte da vida de todos nós e que sentimos de formas tão diferentes!

    Quanto ao comentário, deixa-me descansar-te ao dizer que aquilo não corresponde à minha realidade actual. Já senti aquilo que lá escrevi, mas não agora. Ou pelo menos espero nunca sentir! Apesar disso, muito obrigada pelo apoio que demonstraste :) É bom saber que posso contar convosco que apesar de tudo me conhecem tão pouco e fazem tanto por mim!

    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  2. Que texto! E que final!! Um texto diferente na maneira de escrever mas igual na maneira de sentir, na tua e na nossa!
    Dominas muito bem as palavras e passas o que sentes a quem lê.
    Mais um belo texto!

    Um abraço ;)

    ResponderEliminar
  3. Obrigado, eu tento descrever ao pormenor, não só para quem lê mas e principalmente para mim, para que sempre que por algum motivo perder algum detalhe na minha memória saiba onde os procurar!!

    Tenho andado um pouco parado sim, mas tenho escrito sempre que possível num pequeno blog que alguém muito especial me ofereceu e que trago sempre comigo, agora é só passar para o blog :P

    ResponderEliminar
  4. oh muito obrigada também gostei muito


    beijinho c:

    ResponderEliminar
  5. Sim é verdade, quando lá escrevo sinto algo diferente, mas talvez por isso sinta uma certa "pressão" para escrever algo realmente bom!!
    Estou a tratar de passar para lá, agora que tenho um tempinho :P

    Um abraço e obrigado ;)

    ResponderEliminar
  6. Obrigado :) Tem um final tremendo este texto, bonito diria eu noutras palavras.

    ResponderEliminar
  7. Estou rendida! Neste texto conseguiste escrever todas as minhas ideias, tudo aquilo que eu penso, tudo aquilo em que me baseio! Não podia concordar mais com as tuas palavras. Até me conseguiste deixar bem disposta :D

    Beijinhoo *

    ResponderEliminar
  8. o texto ta msm muito bom!! A sério, mas
    "Sente em vez de pensares..."
    "Não penses de mais, age sim de mais..."
    "Escuta a voz do coração..."
    "traça destinos..."
    E se o traço sair torto?
    E se agir sem pensar e me arrepender?
    E se a voz do coração estiver errada?

    "Escreve o que te vai na alma..." - para isso é que eu não tenho "E se ..." Concordo plenamente!! =D

    Gostaria que deixasses no meu texto "Nesses último dias" Um dos teus tão utéis conselhos!! A sério estou mesmo a precisar de um até pq este seu texto vai contra quaze tudo o que estou a pensar neste momento =$ Aguardo Bjs

    ResponderEliminar
  9. não tenho palavras para ti, e principalmente para os teus textos. tens sempre uma palavra de carinho e apoio a dar, e isso conforta muito mesmo!
    é, é difícil querer partir e estar presa a algo...
    gosto muito do Hawaii:)
    em relação ao texto, está lindo, e adorei esta expressão "Vive um amor e não uma prisão, sê livre,"!*

    ResponderEliminar
  10. espero nunca perder o carinho enrolado entre as tuas palavras. é das poucas coisas que sabem bem ao coração, ao me coração.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário