O lado escuro de quem não sabe viver...

(Hoje deixo-vos um texto diferente, um texto que fala de uma realidade que infelizmente temos de viver, um ganhar e perder de pessoas constante, um representar de alguém que acaba, com o tempo, mostrando verdadeiras faces, verdadeiras formas de ser.)

Vivemos num mundo que mais parece uma selva, convivemos constantemente com jogos de interesses, com falsas pessoas, com olhares “gulosos” de quem não tem amor-próprio, de quem se torna simples sombra de um outro alguém. Hoje falo de tudo aquilo que escurece o mundo, o mundo de quem ainda consegue sonhar, viver, acordar de manhã e sorrir com a consciência tranquila, com amor no coração. Construímos caminhos, traçamos objectivos e quem, por atalhos segue, pode chegar primeiro mas será o ultimo a ser feliz, o primeiro a desistir dessa mesma felicidade. Somos aquilo que queremos, temos o mundo que construímos, colhemos aquilo que vamos semeando. Encontramos, hoje em dia, tanta injustiça, tanta farsa no meio de pessoas em que acreditamos, de mundos que vamos explorando. Nunca profiram palavras sem as sentirem, nunca vivem segundo interesses pessoais descurando a vontade dos outros, a alegria de quem vos circunda e quer a vossa felicidade também. Deixem de parte invejas, mesquinhices, falsas palavras, mentiras pegadas que certas pessoas adoram contar para serem os melhores, mas acabam por ser os melhores nas suas próprias desgraças. Falam de amor, vivem uma solidão pegada, uma história que nem deles lhe podem chamar, sobrevivem, nunca irão viver. Palavras rasgadas são presente de quem não consegue viver segundo o seu próprio acreditar, vivem passados, não se coadunam com o que vivem, com o tempo em que estão, com a realidade que está perante o seu espelho, que se mostra em imagem translúcida na sua frente. Preferem viver na ignorância do seu ser, ser simples espectro que simula mas que não vive, simples desgraça perdida no meio de caminhos alheios, de palavras de conforto que se tornam dualismos de uma mente perversa, de um querer imundo. Sou eu, escrevo com as minhas mãos, com as convicções que fui criando, abandonando quem nada representa, agarrando as verdadeiras pessoas, aquelas que felizmente, ainda existem, ainda são constantemente invadidas por quem não consegue ver a felicidade dos outros. Sejam felizes, porque a melhor arma para pessoas sem coração é um nosso sorriso, aquele que elas nunca irão possuir... 



Comentários

  1. "Sejam felizes, porque a melhor arma para pessoas sem coração é um nosso sorriso, aquele que elas nunca irão possuir..."

    Como concordo!
    Já convivi bem perto com uma pessoa igual à que descreves neste texto e bom, deixei-me sufocar pela forma dela. Deixei-me acreditar naquilo que me dizia, na forma como me via. Passei a ver-me de uma forma turva e escondi-me dentro do meu corpo. Respondendo ao teu primeiro comentário, aquele texto da Felicidade Inventada, já fez um pouco parte da minha vida sabes? Eu já fui assim. Feita de medos, dores e anseios. Custou a retomar a confiança em mim e ainda mais a confiança nos outros. Acima de tudo custou-me voltar a dizer às pessoas o quanto significavam para mim. Hoje em dia, posso dizer que estou quase curada, escondendo por vezes uma lágrima ou outra, daquelas que em nada melhorariam a situação. Hoje sou um pássaro livre!

    Muito obrigada (mesmo) pelos teus comentários. Sei que agradeço sempre, mas bom é porque me sinto mesmo grata por me leres profundamente e não te limitares a analisar de forma simples, vendo mais profundamente aquilo que eu guardo dentro de mim e passo para os textos. Esse teu carinho mostra-me a excelente pessoa que és e por isso mesmo não posso deixar-te de considerar um amigo ;)

    Espero que estes dias tenham sido bons!
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Um dia irei conseguir entender como me consegues deixar sem palavras, quando eu insisto em ser sempre eu a pôr os pontos finais! Aquele teu comentário foi (mais uma vez) brutal, como bem deves saber.
    É admirável a forma como me consegues decifrar através de "meras" palavras sabes? São muito poucas as pessoas capazes de o fazer e são essas as pessoas que sem dúvida mais prezo.
    Aquele texto é real, não actual, mas representa momentos da minha vida. Todos os textos que ali estão representam uma determinada época da minha vida e apesar de ter apenas 20 anos atrevo-me a dizer que vi coisas que muita gente nunca verá. Foram esses momentos que me deixaram em baixo e, curiosamente, foram também eles que me ajudaram a ser quem sou hoje. Nos piores momentos refugiei-me nas palavras e hoje quando revejo cadernos das épocas negras consigo sentir todo o medo da altura. Consigo encontrar a Cláudia que vive presa naquelas linhas. Por isso tive a necessidade de a certa altura criar a Emilie. Assim suportar as lembranças começou a custar muito menos.
    Podes ver então que as minhas palavras são muitas vezes mascaradas e embelezadas, no entanto todo aquele sentimento que quem lê sente é verdadeiro e está guardado algures entre duas pessoas que são só uma!

    Fizeste muito bem em tirar folga do habitual. Quebrar rotinas é importante para a nossa felicidade! E a felicidade levará a que o amor cresça ainda mais dentro de nós e isso nota-se nestes teus textos :)

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  3. Concordo tanto com as tuas palavras. Infelizmente vão existir sempre pessoas que só vivem com a infelicidade dos outros, que gostam de ver os outros no chão e acham eles que andam sempre em cima... Até ao dia! E sim, o sorriso é a nossa melhor arma e sempre será, por isso nunca me esqueço do meu em casa ;)

    Beijinhoo *

    ResponderEliminar
  4. é mesmo isso que vai dentro de mim :)
    só te digo: adorei!*

    ResponderEliminar
  5. A idade é apenas um título numérico que nos dão. Existem pessoas que vivem bastante em pouco tempo e outras que se limitam a existir durante um longo período. Fico feliz por verificar que eu não me limito a existir e acima de tudo luto por viver. Se o faço da melhor forma? Talvez não, mas pelo menos chegarei ao fim e pensarei que não me arrependo de ter deixado algo por dizer ou fazer!
    Gostei bastante desta nossa pequena troca de palavras e obrigada pela compreensão em aturares uma miúda a estas horas tão tardias ;) Talvez um dia me fales um pouco de ti e me deixes ver um pouco da pessoa por trás do escritor ;)

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Passando,aprovando&seeguindo. Beijiinhos :*
    @per_feitosparaoamor
    @ferly_victoria
    http://reverseobrlife.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário